Motor On Line
Notícias-

Stock Car: Shell abre temporada com Galid Osman em quinto no grid
Reportagem: Luis Ferrari
Foto: JosÚ Mario Dias
Ricardo Zonta avanša ao Q2 e parte em 12║, enquanto ┴tila Abreu larga em 23║.

Depois de liderar duas corridas em Interlagos em 2021 e ver sua primeira vitória com as cores da Shell escapar por detalhes, Galid Osman abriu a temporada 2022 da Stock Car determinado a mostrar sua força em São Paulo. O titular do Chevrolet Cruze #28 e seu convidado, Enzo Elias, estiveram entre os mais velozes desde o shakedown de sexta-feira, trabalho que culminou com o quinto lugar para o piloto da equipe Shell V-Power no grid de largada prova de abertura da temporada.

Titular do Toyota Corolla #10, Ricardo Zonta também conseguiu avançar ao Q2, mas ficou a 0.176 da fase final do classificatório. Ele terminou com o 12º tempo, posição que favorece o vice-campeão de 2020 a lutar pelo pódio tanto na bateria de abertura da prova, exclusiva para os titulares, quanto na segunda prova da rodada dupla, a ser disputada por Danilo Dirani.

Já a dupla Átila Abreu e Renan Guerra vai precisar de uma jornada de recuperação na Corrida de Duplas. O Chevrolet Cruze #51 figurou mais de uma vez no top5 nas sessões de treinos, mas seu acerto não proporcionou a melhor performance no quali, quando subiu a temperatura ambiente e do asfalto em Interlagos.

A Corrida de Duplas retorna à Stock Car pela primeira vez desde 2018.

Diferentemente das outras edições, na jornada deste fim de semana não há revezamento dos pilotos durante a realização do pit-stop obrigatório.

Serão duas baterias de 30 minutos mais uma volta, ambas com um pit-stop obrigatório para reabastecimento e troca de ao menos um pneu. Ao término da corrida 1, destinada aos titulares, os carros vão parar no grid para inversão dos dez primeiros. Então os convidados assumem as máquinas para mais uma prova de 30 minutos e mais uma volta.

A largada da primeira bateria está marcada para 13h55, com transmissão ao vivo pela Band, canais Sportv e os canais oficiais da Stock Car em mídia digital.

O que eles disseram:

“Conseguimos manter a meta de começar o ano forte, assim como terminamos a temporada passada. A equipe evoluiu muito nesse período e foi muito trabalho realizado nesses últimos meses. Estou muito feliz com esse início, é sempre bom estar em boas posições. No ano passado em Interlagos estivemos com boas possibilidades nas duas corridas. Cheguei a liderar ambas, mas na primeira tivemos um problema no pit e na segunda o Cacá me tirou da pista. Quem sabe nossa hora é agora!”

Galid Osman

“Com certeza nós trabalhamos muito no único treino que eu tive. O clima estava fresco, fizemos algumas mudanças para o quali, mas o calor fez a gente perder grip geral do carro, ele ficou muito diferente do treino, estamos tentando entender o que aconteceu. Saímos de 12º amanhã, nosso objetivo era sair entre os 6, mas vamos acertar o carro para as duas corridas.”

Ricardo Zonta

“O carro se comportou bem o fim de semana inteiro, trocamos o motor de ontem para hoje e o desempenho melhorou. Mas, com o calor perdemos o rendimento, fiquei com a sensação de que o carro foi perdendo o grip nas quatro rodas. E, sem grip, deixamos a desejar. Andamos bem durante o fim de semana todo, fica uma sensação de frustração por não conseguirmos repetir o bom desempenho. Tínhamos potencial para estar no Q3, mas ficamos muito cedo no Q1. É só o começo da temporada, o carro tem. Equilíbrio melhor que na temporada passada. Agora é tentar aprender a lição para estar competitivo nas corridas e fazer bons pontos nas duas corridas e aprender para a sequência do campeonato.”

Átila Abreu

Sobre a Raízen:

Somos a Raízen – referência global em bioenergia com um ecossistema integrado de negócios: desde o cultivo e processamento da cana em nossos parques de bioenergia, até a comercialização, logística e distribuição de combustíveis, investimos continuamente em inovação para redefinir o futuro da energia.

Por meio de tecnologias avançadas, buscamos o protagonismo na transição energética, ampliando nosso portfólio de renováveis, como o etanol de segunda geração (E2G), o biogás, a bioeletricidade e a geração de energia solar. Desta forma, a Raízen já evitou 5,2MM de ton de C02 por ano no ambiente (ref. 2020) e, até 2030, tem como meta conter o dobro deste montante.

Com um time de 40 mil funcionários, operamos 35 parques de bioenergia, com capacidade instalada para moagem de até 105 milhões de toneladas de cana. Na safra 20´21 produziram 2,5 bilhões de litros de etanol e 4,4 milhões de toneladas de açúcar. Contamos cerca de 1,3 milhão de hectares de áreas agrícolas cultivadas com tecnologia de ponta com colheita mecanizada. Nossa capacidade instalada é de 1,3GW para geração de energia e produzimos na última safra 2,1 TWh de energia elétrica a partir da biomassa da cana.

Por meio de uma rede de revendedores de 7.300 postos que estampam a marca Shell no Brasil e na Argentina, atendemos milhões de consumidores diariamente em suas jornadas, oferecendo desde os exclusivos combustíveis da família Shell V-Power até praticidade e benefícios na hora do pagamento com o Shell Box. Pelo Grupo Nós (Joint venture com a FEMSA Comercio), atuamos no varejo de conveniência e proximidade com as lojas Shell Select e com os mercados OXXO.

Na safra 20´21 comercializamos 29 bilhões de litros de combustíveis e 7,3 milhões de toneladas de açúcar por meio de nossa infraestrutura de 69 bases de abastecimento em aeroportos, 70 terminais de distribuição pelo país e presença em 11 portos.

Estamos entre as maiores empresas em faturamento no Brasil, com R$ 114,6 bilhões, na última safra, gerando emprego e renda, dinamizando a economia, e investindo em responsabilidade social via Fundação Raízen.

Projeto Time KGV - Stock Car – Ano 2, aprovado na Lei Federal de Incentivo ao Esporte e registrado junto ao Ministério da Cidadania (Secretária Especial do Esporte) sob o número de processo 71000.052566 / 2021-06

Notícias

Página inicial