Motor On Line
Notícias-

Stock Car: Rafael Suzuki voa no oval de Curitiba e larga em primeiro
Reportagem: Cleber Bernuci / Roberta Duarte
Foto: Vanderley Soares
P1 Media Relations
Piloto da equipe Full Time marca sua primeira pole position da carreira na Stock Car; trašado externo da capital paranaense recebe a primeira corrida da categoria em quase 12 anos.

Ano passado a primeira vitória de Rafael Suzuki na Stock Car Pro Series aconteceu em Londrina (PR). E a primeira pole position da carreira do piloto da Full Time veio neste sábado (7) novamente no Paraná, mas agora em Curitiba, cidade que recebe a sétima etapa da temporada 2021. O circuito do anel externo, com 2.550 metros de extensão, recebe uma corrida da Stock Car pela primeira vez em quase 12 anos.

Um grande fator aliado dos pilotos neste sábado foi o "vácuo": como os pilotos passam mais de 90% do tempo de volta com o pé no fundo do acelerador nas duas retas do traçado, andar atrás de outro carro encarando menor resistência do ar é fundamental no ganho de velocidade. E muitos se utilizaram deste expediente.

E quem aliou isso a um bom acerto de carro e uma pilotagem refinada foi Rafael Suzuki. O piloto da Full Time conquistou neste sábado a sua primeira pole position na Stock Car Pro Series. Após passar pelas duas fases do classificatório, o piloto do Toyota Corolla #8 foi ao Q3 detendo o melhor tempo e na definição dos seis primeiros lugares do grid cravou 50s095, 0s105 mais rápido que Daniel Serra, da Eurofarma-RC, líder do campeonato, que terá Gabriel Casagrande, o vice-líder da tabela de pontos, em terceiro. Ricardo Maurício, Cacá Buenoo, Bruno Baptista, Guilherme Salas, Felipe Lapenna, Marcos Gomes e Átila Abreu fecham os dez primeiros do grid de largada.

As provas deste domingo (8) têm largada a partir das 11h10 e a transmissão, ao vivo, é dos canais Band, SporTV2 e no YouTube oficial da Stock Car, além do Motorsport.TV e AutoVídeos.

A FRAS-LE e a FREMAX são as fornecedoras oficiais de pastilhas e discos de freio da categoria, respectivamente, e trabalham em conjunto com as todas as equipes do grid para assegurar o melhor desempenho, segurança, eficiência e confiabilidade. A Fremax é a fornecedora dos discos desde 2004 e a Fras-le, desde 2016.

Fala, piloto!

"Só posso dizer que é um sentimento fantástico. A primeira vez a gente não esquece. Ano passado foi a primeira vitória, e agora a primeira pole. Eu dedico esse resultado ao time todo, que fez um trabalho fantástico, me entregou um carro super rápido, que aceitava cada vez mais, e temos tudo para fazer uma boa corrida amanhã".
(Rafael Suzuki, Full Time Bassani, Toyota Corolla #8)
Pole position da sétima etapa

A pista externa de Curitiba na ótica da FRAS-LE & FREMAX

"Vai ser a primeira vez que esta nova geração de carros vai correr em um anel externo de alta velocidade. Será um desafio interessante para mostrar a consistência que as pastilhas de freio da Fras-le e os discos da Fremax podem trazer de benefício à categoria. Geralmente nas corridas em circuitos ovais ou de anel externo, os carros andam mais tempo próximos uns dos outros e isso dificulta mais a refrigeração do sistema. Mas para os treinos, por haver mais tempo de reta, isso acontece com mais frequência. O desafio será mesmo no ritmo de corrida com os carros próximos um dos outros a altíssimas velocidades. De qualquer forma, estamos confiantes porque os materiais já provaram sua eficiência e confiabilidade".
(André Brezolin, engenheiro de projeto FRAS-LE & FREMAX)

Resultado extra-oficial da classificação em Curitiba:

1 Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Corolla), 50.095
2 Daniel Serra (Eurofarma-RC/Cruze), 50.200 a 0.105
3 Gabriel Casagrande (AMattheis Vogel Motorsport/Cruze), 50.313 a 0.218
4 Ricardo Mauricio (Eurofarma-RC/Cruze), 50.322 a 0.227
5 Cacá Bueno (Crown Racing/Cruze), 50.397 a 0.302
6 Bruno Baptista (RCM Motorsport/Corolla), 50.546 a 0.451
Q2
7 Guilherme Salas (KTF Sports/Cruze), 50.208
8 Felipe Lapenna (Hot Car Competições/Cruze), 50.216 a 0.243
9 Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Cruze), 50.218 a 0.245
10 Átila Abreu (Shell V-Power/Cruze), 50.254 a 0.281
11 Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Corolla), 50.293 a 0.320
12 Rubens Barrichello (Full Time Sports/Corolla), 50.342 a 0.369
13 Felipe Massa (Lubrax Podium Stock Car Team/Cruze), 50.347 a 0.374
14 Nelson Piquet Jr (MX Piquet Sports/Corolla), 50.412 a 0.439
15 Pedro Cardoso (KTF Racing/Cruze), 50.480 a 0.507
Q1
16 Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Corolla), 50.320
17 Allam Khodair (Blau Motorsport/Cruze), 50.332 a 0.282
18 Lucas Foresti (KTF Sports/Cruze), 50.332 a 0.282
19 Julio Campos (Lubrax Podium Stock Car Team/Cruze), 50.341 a 0.291
20 Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Cruze), 50.356 a 0.306
21 Pietro Fittipaldi (Full Time Bassani/Corolla), 50.356 a 0.306
22 Galid Osman (Shell V-Power/Cruze), 50.356 a 0.306
23 Beto Monteiro (Crown Racing/Cruze), 50.392 a 0.342
24 Christian Hahn (Blau Motorsport II/Cruze), 50.409 a 0.359
25 Dudu Barrichello (Full Time Sports/Corolla), 50.418 a 0.368
26 Guga Lima (AMattheis Vogel Motorsport/Cruze), 50.422 a 0.372
27 Diego Nunes (Blau Motorsport Cruze), 50.467 a 0.417
28 Sergio Jimenez (MX Piquet Sports/Corolla), 50.525 a 0.475
29 Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Corolla), 50.611 a 0.561
30 Gaetano di Mauro (KTF Racing/Cruze), 51.339 a 1.289
31 Tuca Antoniazi (Hot Car Competições/Cruze), 51.350 a 1.300

Programação do evento

Domingo, 8 de agosto
11h10 - Largada 1ª prova (30 minutos + 1 volta)
11h48 - Largada 2ª prova (30 minutos + 1 volta)

7ª Etapa – Stock Car Pro Series 2021

Pinhais (PR)
Autódromo Internacional de Curitiba
Anel Externo
Extensão: 2.550 metros
Sentido: horário
Curvas: 3 (todas à esquerda)

Características técnicas (nível 1 a 5 do menor para o maior):

Abrasividade do asfalto: 3
Força lateral: 3
Nível de exigência dos freios: 5
Pneu mais exigido: traseiro esquerdo

Inauguração: 7 de agosto de 1970
Previsão climática: Tempo ensolarado; mínima de 12ºC e máxima de 22ºC.
Pole position em 2020: Thiago Camilo (1min21s219 e 1min21s548)
Vencedores em 2020: Thiago Camilo e Gabriel Casagrande

Pilotos que já venceram em 2021

Goiânia: Daniel Serra e Ricardo Maurício
Interlagos: Gabriel Casagrande e António Félix da Costa
Velocitta: Gabriel Casagrande e Lucas Foresti
Velocitta: Rubens Barrichello e Ricardo Zonta
Cascavel: Thiago Camilo e Átila Abreu
Curitiba (misto): Ricardo Maurício e Thiago Camilo

Classificação do campeonato (Top-10)

1º - Daniel Serra – 197 pontos
2º - Gabriel Casagrande – 188
3º - Cesar Ramos – 162
4º - Ricardo Zonta – 156
5º - Thiago Camilo – 148
6º - Rubens Barrichello – 147
7º - Bruno Baptista – 138
8º - Diego Nunes – 127
9º - Ricardo Maurício - 123
10º - Átila Abreu – 123

Sobre a FRAS-LE:

No mercado há mais de 67 anos e uma das cinco maiores fabricantes mundiais de materiais de fricção, a Fras-le, que faz parte das Empresas Randon, é uma marca reconhecida globalmente. Com mais de 12 mil referências nas marcas FRAS-LE & Lonaflex, a empresa coloca ao alcance do consumidor uma linha completa de produtos de fricção da mais alta qualidade, desenvolvidos e testados em seu Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, um dos mais bem equipados do mundo, que conta com laboratórios químico, físico, piloto e o Centro Tecnológico Randon, um centro de testes por excelência.

A empresa expandiu seu portfólio com a aquisição, em 2012, da Controil, que fabrica componentes para freios e embreagens e polímeros automotivos. Em 2018, mais 2.500 referências com a marca FREMAX foram incorporadas ao mix de produtos da FRAS-LE, com a aquisição da empresa, que produz discos, tambores de freios e cubos de roda.

Desde 2016, a Fras-le é a fornecedora oficial das pastilhas de freio dos carros da Stock Car, Stock Light e Mercedes-Benz Challenge. A FREMAX, desde 2004, também é a fornecedora oficial dos discos de freio da Stock Car, assim como das categorias Stock Light, Mercedes-Benz Challenge, Porsche GT3 Cup, Sprint Race e Old Stock

Recentemente, a FRAS-LE concluiu a aquisição da Nakata Automotiva que, dentre os principais itens estão amortecedores, terminais e barras de ligação e direção, pivô e bandejas de suspensão, juntas homocinéticas, componentes de eixos cardan e diferencial.

A Fras-le, seja através das suas aquisições ou no desenvolvimento de materiais mais inteligentes (mais leves, eficientes e com materiais primas mais sustentáveis) tem construído uma plataforma cada vez mais diversa, de itens fricção e não fricção, estando atenta aos movimentos e necessidades do mercado global.

Notícias

Página inicial