Motor On Line
Notícias-

Stock Car: B. Baptista chega em 7 e agradece as equipes RCM de pista
Reportagem: Charles Marzanasco Filho
Foto: Carsten Horst

Se não fosse pelo problema mecânico que o deixou na 15ª posição do grid de largada nos treinos oficiais de ontem (sábado), Bruno Baptista, provavelmente, comemoraria um pódio hoje (13/12), na final do Campeonato Brasileiro de Stock Car, em Interlagos. Mesmo saindo numa posição desfavorável, em termos de ultrapassagens, o jovem Bruno foi o piloto mais eficiente da disputa ao chegar em 7º, ganhando 8 posições numa corrida que foi, de certa forma, até monótona em termos de mudanças de posições e confusões.

"Eu já sabia que não seria fácil chegar entre os 10 primeiros, mas corri com a determinação de sempre e, felizmente, fui muito feliz em praticamente todas as minhas ações de ultrapassagens. Decidi com a equipe RCM também ser um dos últimos a fazer a troca de um pneu e cheguei até a liderar a prova, quando estava ocupando praticamente o 11º lugar, no momento que os demais pilotos começaram a entrar no box. Retornei em 10º, após excelente trabalho da equipe e ainda passei mais dois concorrentes nas duas últimas voltas. O que importa é que fiz mais uma boa corrida de ritmo veloz", explicou Bruno Baptista, piloto da Toyota RCM Racing, que tem os apoios das empresas Webmotors, HERO, Pro Automotive, Loctite e NGK do Brasil.

Com 291 pontos, o título de tricampeão do Brasileiro de Stock ficou para o experiente Ricardo Maurício, que venceu a prova final, de 40 minutos, completando 24 voltas com o seu Chevrolet Cruze em 41min43s562. Ricardo Zonta ficou em segundo com penalização de cinco segundos dada para Cesar Ramos e terminou a temporada como vice-campeão, com 278 pontos contra 275 de Daniel Serra, em terceiro com o quarto lugar obtido na prova. Thiago Camilo, que era o líder, largou em 17º, teve problemas no motor, e ficou em 4º lugar no campeonato, com 238 pontos. O 5º do campeonato foi Cesar Ramos, com 237 pontos, que de segundo caiu para o quinto lugar na prova.

Com o 7º lugar, Bruno Baptista terminou a temporada em 12º, com 181 pontos. Logo após a prova, o piloto agradeceu a sua equipe RCM Motorsports por toda atenção que lhe deu desde março, quando foi um dos primeiros jovens esportistas do país a ter a perigosa contaminação de Covid-19.

"Todos sabem que meus pulmões ficaram muito comprometidos e eu fiquei quase três meses para me recuperar fisicamente. Recebi apoio de muitas pessoas, dos meus patrocinadores e dos integrantes do team RCM. Quero agora agradecer a todos eles e a própria equipe médica do hospital Albert Einstein, que salvou a minha vida. Foram os responsáveis, sem dúvida, do meu melhor momento neste difícil ano de 2020, quando venci a principal corrida da etapa de Cascavel e onde também obtive a minha primeira pole-position na principal categoria do automobilismo brasileiro", finaliza Bruno Baptista.

Notícias

Página inicial