Motor On Line
Notícias-

Stock Car: na briga pelo título Julio larga em 6º
Reportagem: Rafaella Malucelli
Foto: Cleocinei Zonta
Tabloid Comunicação
Piloto paranaense busca a vitória em Interlagos para ser campeão da Stock Car.

Sexto colocado no campeonato, o piloto da Prati-Donaduzzi, Julio Campos, precisa de uma combinação de resultados para ser campeão da Stock Car neste domingo, 15. A última etapa do campeonato será disputada às 10h10, no autódromo de Interlagos, com transmissão ao vivo da Globo. Mas a verdade é que – antes de pensar nas circunstâncias que podem lhe dar o título – Julio pensa é na vitória.

"Minha única chance é vencer, então temos de pensar nisso, não precisa fazer muita conta", comenta o piloto, que vai largar na sexta posição. "O treino mostrou que a gente voltou para onde deveríamos estar em termos de desempenho do carro. Mas o Q3 não foi como queríamos: eu sabia que precisava fazer uma 'super Junção' para brigar pela pole e acabei errando. Mas é isso, agora vamos trabalhar para amanhã", falou Julio.

A combinação mais simples para dar o título a Julio Campos é vencer, com Ricardo Maurício no máximo em terceiro, Thiago Camilo em quinto e Daniel Serra em 17º.

O primeiro passou rumo à tentativa de realizar este sonho foi dado com um bom resultado no classificatório deste sábado, 14. Julio disputou o Q3 (última fase do treino, que reúne apenas os seis mais rápidos). O piloto paranaense ficou com a sexta marca, mas larga à frente de três de seus adversários diretos na luta pelo campeonato.

"Terminamos o dia com a sensação boa de disputar o Q3, de ter feito um bom trabalho e encontrado o equilíbrio para o carro", avalia Rodolpho Mattheis, chefe de equipe da Prati-Donaduzzi.

"Nós sabíamos que o terceiro trecho da pista era o mais difícil pra nós. O Julio foi muito bem nos dois primeiros trechos, mas no último, pra compensar esse déficit, ele foi buscar o limite e entrou muito forte na Junção. Perdemos algum tempo ali, mas faz parte do trabalho. Ele tinha de arriscar, mesmo porque já estávamos garantidos à frente do Ricardinho, do Serrinha e do Rubinho".

Já o paraibano Valdeno Brito teve um dia mais difícil, ainda buscando o acerto ideal do carro. "Foi um resultado abaixo do que esperávamos para o Valdeno. No treino da manhã o carro estava equilibrado. Mas à tarde começou a ficar muito 'traseiro'. Nós ainda tentamos buscar soluções, mas não foi suficiente. Vamos trabalhar para que ele possa ter uma boa recuperação amanhã", conclui Rodolpho Mattheis.

Sobre a Prati-Donaduzzi

A Prati-Donaduzzi, indústria farmacêutica 100% nacional é especializada no desenvolvimento e produção de medicamentos genéricos. Com sede em Toledo, oeste do Paraná, produz, aproximadamente 11,5 bilhões de doses terapêuticas por ano e gera mais 4,2 mil empregos. A indústria possui um dos maiores portfólios de medicamentos genéricos do Brasil e pretende incrementar em 15% seu faturamento e capacidade produtiva em 2019.

Notícias

Página inicial