Motor On Line
Notícias-

Modelos conceitos da Honda no Salão Duas Rodas
Reportagem: M. Ghigonetto / F. Bonatto / A. Guedes
Foto: Divulgação
Honda Brasil
Divisão de pesquisa da marca projeta as motos do futuro: este é o trabalho da HRB, Honda Research Brasil, que para a edição 2019 do maior evento do segmento na América Latina.

"A ousadia como tradição!" Este poderia ser o lema da HRB -- Honda Research Brasil, divisão de pesquisa responsável pela conceituação e design de diversos modelos vendidos no Brasil pela Honda. E, como de hábito, o Salão Duas Rodas representa o cenário ideal mostrar parte do trabalho de desenvolvimento realizado pela equipe sediada em São Paulo, cujo dia a dia é feito à base de muita criatividade.

Propor inovações que eventualmente possam influenciar o design dos modelos que chegam às linhas de produção é tarefa intensa, que exige não apenas inspiração, mas um olhar atento a tudo que acontece no mundo e no segmento de motos, como em 2017, no lançamento da versão XRE 300 Adventure, motocicleta está apresentada como conceito no Salão Duas Rodas em 2015 e com a SH 150i DLX, apresentada como conceito em 2017 e disponibilizada ao mercado em janeiro de 2018, como resultado deste estudo de mercado.

Analisar as tendências da moda, sociais e comportamentais é parte indissociável do processo da equipe do HRB, e que faz as motocicletas Honda ocuparem uma posição de vanguarda estilística e tecnológica. Dentre dezenas de projetos, cinco foram selecionados para serem exibidos aos visitantes do estande Honda no Salão, oportunidade única para os designers do HRB avaliarem as reações do público e aceitação dos modelos, comportamentos que definirão as tendências à serem adotadas no futuro.

Diversidade dos conceitos: Pop 110i à CB 1000R

O ecletismo é marca registrada da equipe da HRB, capaz de criar modelos personalizados tanto de modernas supermáquinas como a CB 1000R Neo Sports Café como também da robusta utilitária Pop 110i. Ambas mereceram modelos especiais para exposição no Salão de 2019, assim como a aventureira XRE 300 e a crossover NC 750X.

Modelo mais popular da Honda no Brasil, a Pop 110i recebeu duas interpretações "by HRB": a Pop 110i Rally e a Pop 110i Vintage. A primeira se inspira no universo da CRF 1000L Africa Twin que, em comum com a Pop, tem grande versatilidade e resistência. Caracterizam a versão Rally a tonalidade tricolor característica das off-road da Honda, extensiva à banco e gráficos da carenagem, chassi e rodas em vermelho, motor preto com cabeçote vermelho que realçam a esportividade, escapamento com saída pelo alto realizado em aço inox e carbono, como nas CRF´s de competição e os pneus dedicados ao uso em off-road.

A Pop 110i Vintage traz design que explora o universo do surf com inspiração vintage, cujos destaques são o banco e manoplas de couro sintético envelhecido, pintura fosca com faixas desgastadas, que fazem par com o farol de lente amarelada no saudoso estilo scrambler. O motor assim como as rodas -- calçadas com pneus mistos -- são pretos. Escape em inox, retrovisores cromados e suporte com prancha de surf na lateral completam o modelo.

A Honda XRE 300 mereceu uma interpretação que explora o universo da aventura off-road. Tonalidades foscas -- amarelo, preto e areia -- em conjunto com grafismo que remete à rosa dos ventos dá ao modelo o espírito desbravador, complementado por acessórios como malas laterais, cantil e suporte para galão de combustível. Protetor de carenagem, faróis auxiliares e pneus mistos reforçam a "pegada" 100% aventureira desta XRE 300 pensada para chegar às mais extremas paisagens.

Para a crossover NC 750X a inspiração dos designers do HRB surgiu de outra fonte. Em vez de aventura e rusticidade, elegância e sofisticação. Detalhes como bolsas laterais, pintura em dois tons com banco de costura dupla fazem par com tonalidades "nobres" como cinza pérola, preto ultra brilho e cobre. O resultado é um modelo que exala charme e requinte, direcionado à um cliente de meia idade, maduro, apreciador do design clássico.

Estes exercícios de estilo da HRB -- Honda Research Brasil -- culminam com o trabalho realizado com a CB 1000R, que já em versão original explora a tendência batizada de New Sports Café, releitura " by Honda" das café racers dos anos 1950-1960.

A proposta da retrabalhada CB1000R é atingir o público aficionado e ligado na tendência retrô de motocicletas, ressaltando ainda mais a linguagem "Café" e clássico do modelo, como se tivesse sido customizado em uma garagem. O modelo, top entre as naked a venda no Brasil, foi retrabalhada no sentido de preservar seu requinte natural, acrescentando detalhes como a pintura do tanque que une preto ao aço escovado com laterais em amarelo perolizado. O mesmo amarelo que aparece na costura do assento, realizado em couro perfurado. O conjunto exclusivo desta caprichadíssima CB 1000R é complementado pelo sistema de escape em preto escovado, motor preto dom detalhes em amarelo, para-lamas, " shroud" e demais detalhes que exploram o contraste preto-amarelo. Destaca-se na lateral o nº 1, evidenciando se tratar esta Honda CB 1000R a primeira entre todas as naked.

Os modelos servirão como base de estudos de mercado para a HRB - Honda Research Brasil -- não há previsão de comercializaçao deles no Brasil.

Sobre a Honda no Brasil:

Em 1971, a Honda iniciava no Brasil as vendas de suas primeiras motocicletas importadas. Cinco anos depois, era inaugurada a fábrica da Moto Honda da Amazônia, em Manaus, de onde saiu a primeira CG, até hoje o veículo mais vendido do Brasil. De lá para cá, a unidade produziu mais de 24 milhões de motos, além de quadriciclos e de motores estacionários que formam a linha de Produtos de Força da Honda no País, também composta por motobombas, roçadeiras, geradores, entre outros. Para facilitar o acesso aos produtos da marca, em 1981 nasceu o Consórcio Honda, hoje a maior administradora de consórcios do mercado nacional, que faz parte da estrutura da Honda Serviços Financeiros, também composta pela Seguros Honda e o Banco Honda. Dando continuidade à trajetória de crescimento, em 1992 chegavam ao Brasil os primeiros automóveis Honda importados. Em 1997, a Honda Automóveis do Brasil iniciava a produção do Civic, em Sumaré (SP), de onde já saíram mais de 1,8 milhão de veículos. A segunda planta de automóveis da marca, construída na cidade de Itirapina (SP), concentrará, a partir de 2021, toda produção dos modelos locais, enquanto a unidade de Sumaré se consolidará como centro de produção de motores e componentes, desenvolvimento de automóveis, estratégia e gestão dos negócios do grupo Honda. Durante esses anos a empresa também inaugurou Centros Educacionais de Trânsito, de Treinamento Técnico, de Distribuição de Peças e de Pesquisa & Desenvolvimento. Estruturou uma rede de concessionárias hoje composta por aproximadamente 1.300 endereços. Em 2014, em uma iniciativa inédita no segmento, a Honda inaugurou seu primeiro parque eólico do mundo, na cidade de Xangri-Lá (RS). O empreendimento supre toda a demanda de energia elétrica da fábrica de Sumaré, reduzindo os impactos ambientais das operações da empresa. Em 2015, a Honda Aircraft Company anunciou a expansão das vendas do HondaJet, o jato executivo mais avançado do mundo, para o Brasil. Saiba mais em www.honda.com.br ewww.facebook.com/HondaBR

Notícias

Página inicial