Motor On Line
Notícias-

Linha de capacetes Honda completa 100 mil unidades comercializadas
Reportagem: M. Agostinho / A. Cerri / T. Rodrigues
Honda Brasil

A Honda acredita que a segurança dos motociclistas é uma condição indispensável para a mobilidade. Em linha com essa premissa, a empresa comemora a comercialização de mais de 100 mil unidades de capacetes desenvolvidos pela equipe de designers brasileiros da marca.

As coleções Honda Essential e Honda Dreamer trazem uma gama de cinco modelos de capacetes, com 47 opções de cores e grafismos, incluindo versões femininas e masculinas. Ainda há uma linha inspirada nas expressões de arte e cultura tradicionais do Japão, lançada em 2018, época em que se celebrou os 110 anos da imigração japonesa para o Brasil.

Os capacetes Honda são produzidos em material de alta qualidade (ABS - plástico injetado), contam ainda com modernos sistemas de articulação, ventilação e proteção. Vale destacar que todos os capacetes comercializados pela Honda estão plenamente de acordo com as resoluções do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) e são certificados pelo INMETRO, garantindo total segurança ao motociclista.

Disponíveis nas concessionárias Honda de todo o país, os modelos têm preços públicos sugeridos a partir de R$ 118,00 reais (*base São Paulo / sem impostos).

Desde janeiro de 2019, os capacetes Honda também são exportados para os países da América do Sul e Central.

Sobre a Honda no Brasil:

Em 1971, a Honda iniciava no Brasil as vendas de suas primeiras motocicletas importadas. Cinco anos depois, era inaugurada a fábrica da Moto Honda da Amazônia, em Manaus, de onde saiu a primeira CG, até hoje o veículo mais vendido do Brasil. De lá para cá, a unidade produziu mais de 24 milhões de motos, além de quadriciclos e de motores estacionários que formam a linha de Produtos de Força da Honda no País, também composta por motobombas, roçadeiras, geradores, entre outros. Para facilitar o acesso aos produtos da marca, em 1981 nasceu o Consórcio Honda, hoje a maior administradora de consórcios do mercado nacional, que faz parte da estrutura da Honda Serviços Financeiros, também composta pela Seguros Honda e o Banco Honda. Dando continuidade à trajetória de crescimento, em 1992 chegavam ao Brasil os primeiros automóveis Honda importados. Em 1997, a Honda Automóveis do Brasil iniciava a produção do Civic, em Sumaré (SP), de onde já saíram mais de 1,9 milhão de veículos. A segunda planta de automóveis da marca, construída na cidade de Itirapina (SP), concentrará, a partir de 2021, toda produção dos modelos locais, enquanto a unidade de Sumaré se consolidará como centro de produção de motores e componentes, desenvolvimento de automóveis, estratégia e gestão dos negócios do grupo Honda. Durante esses anos a empresa também inaugurou Centros Educacionais de Trânsito, de Treinamento Técnico, de Distribuição de Peças e de Pesquisa & Desenvolvimento. Estruturou uma rede de concessionárias hoje composta por aproximadamente 1.300 endereços. Em 2014, em uma iniciativa inédita no segmento, a Honda inaugurou seu primeiro parque eólico do mundo, na cidade de Xangri-Lá (RS). O empreendimento supre toda a demanda de energia elétrica da fábrica de automóveis e dos escritórios das cidades de Sumaré e São Paulo, reduzindo os impactos ambientais das operações da empresa. Em 2015, a Honda Aircraft Company anunciou a expansão das vendas do HondaJet, o jato executivo mais avançado do mundo, para o Brasil. Saiba mais em www.honda.com.br e www.facebook.com/HondaBR

Notícias

Página inicial