Motor On Line
Notícias-

Shell Racing sai de Interlagos na liderança da Porsche Cup
Reportagem: Paulo Giamarusti
Foto: Luca Bassani
Irmãos Vitor e Felipe Baptista lideram as classes Carrera Cup 4.0 e 38. Decisão acontece em novembro, em Interlagos.

A Academia Shell Racing encerrou em grande estilo a penúltima etapa do campeonato de Sprint da Porsche Cup disputada neste sábado em Interlagos. Tanto Vitor quanto Felipe Baptista vão para a última prova do ano na liderança em suas respectivas categorias. Pela manhã, Vitor Baptista já havia garantido a vaga brasileira na seletiva global do Junior Program da Porsche.

Pela categoria Carrera Cup 3.8, Felipe Baptista partiu da segunda posição, fez uma grande largada e assumiu a liderança da prova após brilhante ultrapassagem, por fora, na entrada no “s” do Senna. Ainda na primeira volta, houve uma intervenção do safety car que durou dois giros. Após a bandeira verde, outro incidente na pista causou nova entrada do carro de segurança por mais duas voltas. Na nova relargada, Felipe mostrou estar cada vez mais adaptado aos carros de corrida e segurou com grande habilidade os ataques do seu adversário para vencer pela segunda vez no fim de semana, a quarta da temporada.

Um sorteio realizado após a primeira disputa decidiu pela inversão das oito primeiras posições para a formação do grid da segunda prova, como previsto no regulamento. Felipe partiu então do oitavo posto e com uma largada fantástica assumiu o segundo lugar. Em virtude da chuva que apertava, o carro de segurança entrou na pista no segundo giro, obrigando todos os pilotos pararem no box e fazer a troca de pneus para pista molhada. A bandeira verde foi agitada faltando 10 minutos para o fim da prova e o piloto da Academia Shell manteve o segundo posto. Sem chances de brigar pela liderança, Felipe foi inteligente e se manteve na segunda posição, fechando o fim de semana com duas vitórias, um segundo lugar e a liderança do campeonato.

Após garantir a vaga no Junior Program global da Porsche pela manhã, Vitor Baptista largou na 13ª posição para a disputa da segunda corrida da classe Carrera Cup 4.0 e manteve o posto por uma volta. Na quarta passagem o piloto da Academia Shell já figurava entre os 10 primeiros colocados. Restando oito minutos para o fim da corrida, o piloto do carro #120 assumiu o sétimo lugar, meio segundo atrás do sexto colocado. Nos minutos finais, Vitor partiu em busca da sexta posição e, na penúltima volta, conseguiu uma bonita ultrapassagem. Mesmo com o carro danificado, o competidor de 21 anos finalizou a prova em sexto lugar e garantiu a liderança do campeonato.

Resta apenas uma etapa para o fim da temporada. A decisão acontece em Interlagos, no mês de novembro.

O que eles disseram:

"Foi um fim de semana muito bom. Não fiz a pole por muito pouco, ganhei as corridas de ontem e de hoje pela manhã. À tarde, houve muitos fatores que fizeram com que eu não ganhasse. Se tivéssemos continuado com os pneus slicks e esperássemos a pista secar, provavelmente disputaríamos diretamente com o Mahteus. Quando colocou o pneu de chuva, o estilo de guiar para andar rápido eu teria de fazer alguma coisa que daria muito risco para o carro. Tinha de fazer as curvas de lado porque a frente não entrava. Tinha de fazer um 'drift', e, para não arriscar tanto, preferi não fazer tão forte como o Iorio fazia na frente. Preferi chegar em segundo e ganhar pontos para o campeonato do que arriscar. Estou muito feliz, o fim de semana não podia ser melhor, nunca na Porsche alguém conseguiu um fim de semana desse jeito. Estou muito feliz, o carro estava muito bom, e o Vitor e o Carbone me ajudaram muito a conquistar isso."

Felipe Baptista

"No fim deu certo, corremos com a cabeça essa prova também. Largar de trás é muito difícil, complicado ultrapassar, ainda mais os GT3, que não estão no campeonato comigo mas querem a disputa na pista. Mas meu foco era o Marçal Müller, que tinha um carro bem rápido. Disputamos nas últimas voltas, mas consegui ficar à frente dele e abrir um pouco no campeonato. Tem mais uma etapa, no fim de semana da Fórmula 1, mas estou feliz com a vaga no Junior Program."

Vitor Baptista

Sobre a Raízen:

A Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 26 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano, 4,2 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Notícias

Página inicial