Motor On Line
Notícias-

Kart: Shell Racing vence com Felipe Baptista na Copa SP Light
Reportagem: Luis Ferrari
Foto: Jackson de Souza
Disputa aconteceu no kartódromo da Aldeia da Serra e contou com a presença do atual campeão da classe Graduados.

A Academia Shell Racing voltou às pistas neste sábado para a disputa da sexta etapa da Copa SP Light de kart. A novidade ficou por conta da participação de Felipe Baptista, que competiu na categoria Graduados e venceu uma das duas provas disputadas. Gabriel Crepaldi e Aurélia Nobels também representaram a maior patrocinadora do esporte a motor do país na competição.

Felipe Baptista não fez uma boa largada e caiu do segundo para o quinto lugar na primeira bateria da classe Graduados, porém, na quarta volta, já aparecia em terceiro lugar. Imprimindo um forte ritmo, o piloto do kart #121 fez por duas vezes seguidas a volta mais rápida da prova e na nona passagem assumiu o segundo lugar. Quatro voltas depois, Felipe assumiu a liderança da corrida, abriu uma boa vantagem e venceu a prova.

Como o regulamento prevê a inversão das cinco primeiras posições para formação do grid da segunda corrida, o competidor da Academia Shell partiu do quinto posto e caiu para o nono lugar após ser tocado por um adversário. Fazendo uma corrida de recuperação, Baptista foi escalando o pelotão e terminou a prova em quarto lugar. Vale lembra que Felipe disputa a temporada completa da Porsche Cup, e é o atual vice-líder da classe Carrera Cup 3.8. Nesse ano, ele se tornou o mais jovem vencedor de corridas de Gran Turismo, ao faturar uma das provas em Interlagos, aos 15 anos.

Gabriel Crepaldi também competiu na categoria Gradados. O piloto de 15 anos enfrentou problemas na classificação e largou em 10 lugar na primeira corrida. Com boa largada, Crepaldi já era o oitavo na segunda volta. Duas voltas mais tarde, o piloto de Birigui aparecia em quarto lugar, posição que manteve até o fim da corrida.

Na segunda corrida, Crepaldi alinhou o kart #137 na segunda posição e cruzou a primeira volta em primeiro lugar. Porém dois giros mais tarde caiu para terceiro e após ser tocado por um adversário foi para o fim do pelotão. O piloto da Academia Shell conseguiu retomar o ritmo e recuperou algumas posições para finalizar a prova em nono lugar.

Competindo na categoria Júnior Menor, Aurélia Nobels largou em 13º e chegou em 11º lugar na primeira disputa do dia. Na segunda prova, a primeira mulher da Academia Shell partiu de 11º e manteve a posição após a largada. Oito voltas depois, a pilota do kart # 107 fez grande manobra e ganhou duas posições. Na metade final da prova, Aurélia manteve um ritmo constante e finalizou a prova no nono lugar.

O próximo encontro da Copa SP Light acontece em Interlagos, dia 14 de setembro.

O que eles disseram:

“Foi top demais. Voltar depois de tanto tempo sem andar de kart e mostrar que somos rápidos e que conseguimos disputar a liderança e vencer corrida é bem legal. É isso aí, estou bem feliz. Quero parabenizar o Crepaldi que estava bem rápido, mas teve problemas na classificação. Ele foi muito bem na primeira corrida, mas foi acertado na segunda. Mas é isso aí, estaremos mais fortes na próxima etapa. Quero agradecer ao Dennis Dirani pela ajuda na pista e ao Onassis pela oportunidade. Foi um fim de semana top”

Felipe Baptista

“Não fiz uma boa tomada, fui atrapalhada e não consegui uma boa volta. Na primeira bateria larguei de 13º e perdi muitas posições. No começo da prova eu estava muito rápida, mai perdi velocidade e com isso cheguei em 11º. Na segunda bateria eu larguei mal, cai pra última, consegui voltar e fiz algumas ultrapassagens. Estava rápida, cheguei rápido na kart #01 consegui acompanhar ela a corrida inteira, mas não consegui ultrapassa-la e cheguei em nono lugar. Estou feliz com meu resultado, aprendi muito, era um traçado bem diferente e bora pra próxima.”

Aurélia Nobels

Sobre a Raízen:

A Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 26 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano, 4,2 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Notícias

Página inicial