Motor On Line
Notícias-

Stock Car: dia dos pais a categoria vive fim semana em família
Reportagem: Cleber Bernuci
Foto: Vanderley Soares
P1 Media Relations
Sempre presentes nas pistas apoiando os filhos, pais trocam a tradicional macarronada de domingo para passar data especial ao lado das "crias" que aceleram forte no autódromo de Campo Grande.

No mundo do automobilismo é comum ouvir a frase "pai de piloto é igual a mãe de miss". Figuras comuns nos autódromos, os pais quase sempre estão à sombra de seus filhos nos finais de semana de corrida. E neste domingo (11) em Campo Grande (MS), palco da sexta etapa da temporada da Stock Car, é mais uma oportunidade de se estreitar os laços entre pai e filho.

São os mais variados perfis: filhos de ex-pilotos, como Daniel Serra (filho de Chico Serra), Marcos Gomes (filho de Paulo Gomes), Thiago Camilo (filho de Bel Camilo) e Nelsinho Piquet (filho de Nelson Piquet), filhos de pais famosos, como Cacá Bueno (filho de Galvão), e pais que, até os filhos demonstrarem a paixão pelo automobilismo, passaram a se dedicar a tornar o sonho dos filhos realidade.

Na equipe Hot Car Competições, Sérgio Cardoso e Hideo Suzuki são presenças confirmadas em praticamente todas as corridas do calendário. Ortodontista, 66 anos, Hideo é pai de Rafael. Fã de automobilismo – e que passou a acompanhar ainda mais graças ao filho.

“É um orgulho ver o caminho que o Rafael percorreu para chegar até aqui. Apesar de gostar de automobilismo, nunca tivemos nenhum envolvimento com esse esporte - aliás, eu tentei direciona-lo ao beisebol quando ele era pequeno. Então foi algo que ele sempre quis muito, se esforçou demais, e nós sempre apoiamos como pudemos. E que bom que conseguimos estar juntos aqui neste Dia dos Pais, torcendo por ele em mais uma corrida”, disse o ‘senhor’ Suzuki, que admitiu ter feito algumas loucuras para ver o filho correr, como em 2012, quando estava em um congresso na Austrália enquanto Rafael corria no Japão. Hideo não teve dúvidas: pegou um avião e fez um ‘bate-volta’ de dois dias para ver o filho em ação.

Rafael destaca os ensinamentos do pai e o apoio dado. “Meu pai sempre me apoiou muito, mas não é o típico ‘pai de piloto’. Ele fica na dele nas corridas, não pergunta sobre questões técnicas, mas me dá um suporte legal, gosta de assistir das arquibancadas. Meu pai sempre me passou valores muito importantes, que eu aplico dentro e fora das pistas. Eu corri muito tempo no exterior, então era difícil ele acompanhar as corridas. Agora na Stock, ele se esforça bastante para estar presente. Às vezes, ele chega de uma viagem de trabalho e vem direto para as pistas, então fico muito feliz por ele estar aqui em Campo Grande comigo neste Dia dos Pais”, afirmou o piloto do carro #8.

No carro #143, Sérgio Cardoso só não é visto ao lado de Pedro, 20 anos, quando o estreante está pilotando. E Pedro aprecia a parceria com o pai. “Meu pai sempre foi o meu maior incentivador, estando sempre comigo nos autódromos e nas viagens. Sempre trocamos muitas ideias e temos uma proximidade que não tenho certeza se todo mundo tem, talvez por compartilharmos da mesma paixão. Então, tê-lo comigo na pista no Dia dos Pais só me estimula mais para dar um belo presente para ele”, conta.

“Comemorar o Dia dos Pais na Stock Car com o filho pilotando é um presente que a vida me deu e tenho certeza que todo pai que vive a carreira de um filho no automobilismo sente também muita satisfação e orgulho, sabendo das dificuldades, do longo caminho, mas quando temos a sorte de comemorar o Dia dos Pais com o filho na pista, é fantástico.”, diz Sérgio, de 55 anos.

Pai e filha nas pistas

Os laços entre pai e filho vão além da pilotagem e se estendem até a administração da equipe. Desde 2018, Amadeu Rodrigues conta com o suporte “24 horas” da filha caçula Bárbara, veterinária por formação, que auxilia o pai na administração do time sediado em Cajamar (SP).

“Trabalhar junto do meu pai, que tem tanta experiência e história nas pistas, já é algo por si só incrível. É uma escola vê-lo trabalhando, a sensibilidade que ele tem. E poder fazer parte deste mundo é sensacional, mas é mais legal ainda trabalhar com a paixão que ele sempre me ensinou a ter sobre o esporte a motor. Com ele é assim: ele transformou uma paixão em profissão, e este é um privilégio que poucas pessoas alcançam. Para mim é mais que um trabalho, é fazer parte da história dele. Eu estar do lado dele e saber que ele pode contar comigo é muito bom. É amor, é apoio”, afirma Bárbara.

“A Hot Car sempre foi uma família. E dentro da minha casa eu tive a sorte de contar com uma esposa que sempre me apoiou muito e duas filhas espetaculares. A Juliana é advogada e sempre que pode vem às corridas, e a Bárbara, veterinária, largou a profissão dela para me ajudar dentro da equipe e faz um trabalho fantástico cuidando do time e também de mim, e me orgulho muito disso. Estarmos juntos trabalhando no fim de semana do Dia dos Pais é fantástico, embora já tenhamos comemorado no início da semana junto do meu aniversário”, declara Amadeu, que completou 64 anos no último dia 6.

A sexta etapa da Stock Car acontece neste domingo (11) a partir das 14 horas (locais).

Programação do fim de semana
(horário local – uma hora a menos em relação a Brasília)

Domingo, 11 de agosto
08h00: Abertura dos portões
12h00 – 13h00: Visitação aos boxes
14h00: Largada (Corrida 1)
15h00: Largada (Corrida 2)
(Transmissão ao vivo das corridas nos canais SporTV)

Notícias

Página inicial