Motor On Line
Notícias-

Drugovich fez 9 ultrapassagens na 2¬ prova da Fˇrmula 3 FIA na ┴ustria
Reportagem: Erno Drehmer
KGCom
Corrida foi disputada neste domingo (30) no Circuito Red Bull Ring e fechou a terceira etapa da temporada.

Na manhã deste domingo (30), na Áustria, mais exatamente no Circuito Red Bull Ring, foi disputada a segunda prova da 3ª etapa do Campeonato de Fórmula 3 FIA, com a presença de 30 competidores de diversos países. Com corridas de alto nível, já que este é um dos últimos passos para os pilotos que buscam disputar a Fórmula 1, a rodada teve novamente a participação do brasileiro Felipe Drugovich, que compete pela equipe inglesa Carlin Buzz Racing.

Com uma bela largada, o piloto de Maringá (PR) ganhou cinco posições na primeira volta, passando em frente a torre de cronometragem na 9ª posição, pressionando muito o 8º colocado, o finlandês Niko Kari.

Determinado a ganhar mais posições, Drugovich atacou Kari na segunda volta. Porém, neste mesmo momento o 10º colocado teve o mesmo procedimento. “Eu tentei por fora do Niko e o outro concorrente tentou por dentro”, lembra Felipe. Pressionado pelo 10º colocado, o finlandês desviou para a esquerda e acabou tocando o carro do piloto brasileiro, que acabou passando reto na curva.

Após a manobra malsucedida do concorrente, Felipe Drugovich caiu para a 17ª posição, mas logo tratou de buscar a recuperação, que veio com outras três boas ultrapassagens. Desta forma, ao final das 24 voltas, o paranaense recebeu a bandeirada em 14º, posição abaixo de suas expectativas.

“Eu tinha carro para terminar entre os oito ou dez primeiros, mas não foi possível, já que aquele incidente acabou atrapalhando bastante estes planos”, lamenta o piloto de 18 anos, campeão do Euroformula 3 Open em 2018 com 14 vitórias em 16 corridas.

Ao fim da terceira rodada dupla da Fórmula 3 FIA, Felipe Drugovich mostra-se otimista para a próxima etapa, que será realizada dentro de duas semanas no lendário Autódromo de Silverstone, na Inglaterra.

“O carro vem melhorando a cada etapa e desta vez não foi diferente”, revela Drugovich. “Estamos cada vez mais rápidos, o carro vai se mostrando mais competitivo, mas ainda é preciso trabalhar bastante para termos o carro ideal. Acredito que chegaremos bem para a rodada de Silverstone”, finaliza.

Felipe Drugovich compete com apoio de Drugovich Auto Peças, que atua no ramo de peças para caminhões e ônibus.

Notícias

Página inicial