Motor On Line
Notícias-

Stuttgart oferece linha exclusiva de pneus para Porsches clįssicos
Reportagem: Luiz Alberto Pandini
Stuttgart Porsche
Linha Pirelli Collezione é fabricada especialmente para modelos produzidos de 1948 a 2004.

Consagrados pela esportividade e elegância, os carros da Porsche têm outra característica lendária: a confiabilidade. Cerca de 70% de todos os Porsches esportivos já fabricados ainda rodam com regularidade em vias públicas de todo o mundo. Por essa razão, a Porsche oferece uma gama de serviços e peças para modelos clássicos. No Brasil, as oito concessionárias Stuttgart Porsche comercializam a linha de pneus Pirelli Collezione, fabricada especialmente para Porsches clássicos.

Um dos pilares do sucesso da Porsche é ajudar os proprietários de modelos clássicos a mantê-los originais, preservando o prazer de dirigir, o desempenho, a condução e a aparência dos carros. O uso de pneus corretos é fundamental para isso ser alcançado. Eles são fabricados com tecnologia e matérias-primas atuais, mas reproduzem as características, inclusive visuais, dos equipamentos originais de época. Existem compostos para o modelo 356 (mais precisamente os das séries B e C, fabricados entre 1959 e 1964), para as primeiras gerações do 911 (901, G, 964, 993 e 996), para os esportivos com motor dianteiro (924, 944, 968 e 928) e para modelos de motor central como o 914 e o Boxster da primeira geração (“986”, de 1997 a 2004).

Estes pneus não são simplesmente reedições dos fabricados em outros tempos. Eles combinam a aparência dos originais com as tecnologias de construção e matérias-primas atuais, seguindo padrões de perfis, dimensões e índices de seção transversal autênticos, acentuando a aparência excepcionalmente genuína dos Porsches clássicos. Combinam uma excelente aderência, inclusive em piso molhado, com bons valores de resistência ao rolamento. São silenciosos e cumprem todos os critérios de aprovação dos regulamentos oficiais de pneus da UE. Graças a estes novos pneus, os Porsches clássicos podem apresentar hoje propriedades de condução muito mais equilibradas.

A lista de pneus aprovados para carros clássicos é definida depois de testes rigorosos feitos durante várias semanas pela Porsche. Entre eles estão dois renomados pilotos de testes da fábrica: Walter Rohrl, ex-campeão mundial de rali (1980 e 1982), e Dieter Röscheisen, especialista em pneus. Nos testes de pista mais recentes, foram usados carros como um 356, um 911 Carrera, um 911 Turbo (ambos da geração “G”, de 1974 a 1989) e um Boxster. Segundo Rohrl, “as propriedades de condução nos primeiros anos não eram tão completas ou equilibradas como são hoje. A nova geração de pneus é mais adequada do que nunca para o estilo de condução de um carro esporte desafiador”. Roscheisen completa: “Os novos pneus tornam possível a modelos clássicos usufruir de propriedades de condução excepcionalmente boas e equilibradas”.

Colocar em um modelo antigo um jogo de pneus com base apenas em suas dimensões permite utilizar o carro sem maiores problemas em baixas velocidades. Mas a dirigibilidade em estradas, a adequação à pura condução esportiva e a segurança seriam muito inferiores, em especial com piso molhado. Com os testes de pista, a Porsche assegura que seus modelos mais antigos possam rodar com pneus feitos sob medida. Isso significa um ganho na dirigibilidade e segurança, com maior aderência em piso molhado e distâncias de frenagem menores. Os testes medem com precisão o comportamento dos pneus até o limite. Do movimento inicial de direção até a saída da curva, tudo é analisado e registrado para cada conjunto de pneus. Nenhuma perda de aderência pode ser detectada. Tempos de volta precisamente determinados são usados para fins comparativos. Para obter uma boa avaliação, um pneu deve entregar bom desempenho no limite, de maneira previsível e equilibrada.

As aprovações são atualizadas a cada dois anos e documentadas pela marca “N” na lateral do pneu. Há décadas, os pneus desenvolvidos especialmente para a Porsche ostentam a marca “N” no flanco, sempre em combinação com um número (N0, N1, N2, etc). O número após o “N” é usado exclusivamente para diferenciar as séries de aprovação. Exemplo: a primeira versão de um pneu com a dimensão 195/65 R 15 foi aprovada com a marca N0 para os 911 Carrera na década de 1970. Quando uma nova série é projetada e aprovada para produção como peça de reposição, o pneu recebe o próximo número superior (neste caso, 1) para diferenciá-lo da série anterior. Determinados automóveis podem ter até sete recomendações, dependendo dos tamanhos dos aros. Além de pneus clássicos para uso em estrada normal, a Porsche desenvolveu pneus especiais para uso em veículos esportivos históricos.

Devido à demanda reduzida, os pneus para Porsches clássicos são fabricados em lotes, não tendo produção em série. Por isso, são vendidos por encomenda, com prazo de entrega entre três e seis semanas. Mais informações sobre a linha de pneus Pirelli Collezione, inclusive medidas disponíveis, podem ser fornecidas pela Stuttgart Porsche pelo telefone (11) 5644-6700 ou pelo site www.stuttgartporsche.com.br.

Sobre a Stuttgart Porsche

A Stuttgart iniciou suas operações como concessionária autorizada Porsche. Entre outubro de 1997 e junho de 2015, a empresa foi importadora oficial da marca alemã no Brasil. Nesse período, a Porsche aumentou significativamente sua presença no País. Desde 2015, a marca é representada pela Porsche Brasil, uma joint venture entre a Porsche AG e a Stuttgart. Atualmente, a Stuttgart Porsche opera oito concessionárias em São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto, Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Rio de Janeiro e Recife.

Sobre o Porsche Club Brasil

Criado em dezembro de 1997, o Porsche Club Brasil é reconhecido oficialmente pela Porsche AG e promove eventos exclusivos para proprietários de carros da marca, possibilitando seu uso em ambiente seguro, estruturado e atraente também aos familiares e amigos. Desde 2001, os eventos de pista contam pontos para o campeonato Porsche Club Cup, uma competição entre equipes formadas pelos próprios associados.

Notícias

Página inicial