Motor On Line
Notícias-

Equipe Ginetta valoriza a vitória na Endurance Brasil 2019
Reportagem: Bispo Neto
Foto: Rodrigo Ruiz
MRT

Na primeira etapa da Império Endurance Brasil 2019, realizada no fim de março em Curitiba, ficou um gostinho de "quero mais" para o Team Ginetta Brasil. Mas a primeira vitória na P1 durante as Quatro Horas de Goiânia, realizada no sábado (25/5), no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO), premiou o bom trabalho de todos na equipe. Com isso, os pilotos Fábio Ebrahim, Pedro Aguiar e Wagner Ebrahim puderam classificar o Ginetta G57 em quarto lugar do grid, Fábio ganhou a segunda posição no início da prova, Wagner assumiu a liderança e administrou a posição, Pedrinho voltou na terceira posição, mas logo recuperou a ponta da prova e Wagner retornou para a tocada final em segundo lugar na Geral, onde se manteve até a bandeirada final. Com o resultado, o trio do Ginetta G57 conquistou a primeira vitória na P1 e assumiu a segunda posição da classificação do campeonato.

Para essa segunda etapa, o Team Ginetta Brasil, contou com o apoio de Mike Simpson, piloto oficial da Ginetta UK, que deu grande ajuda no desenvolvimento e acerto do carro. "Nosso carro ficou perfeito, com os acertos realizados no treino extra. Eu fiz uma excelente largada, mas logo na primeira curva recebi um spray de óleo do carro à frente, que dificultou muito a minha performance. Aceitando a dificuldade, consegui me concentrar para fazer o melhor durante o meu stint inicial, que foi bem acima do esperado, conseguimos evoluir muito perante a confiabilidade do nosso equipamento. Hoje sabemos que apostamos no carro certo, ele além de ser veloz a durabilidade é incrível e independente das condições de pista", declarou Fábio Ebrahim (Construtora Álvaro Aguiar / Motul / Valorem / GT Shine / Yokohama).

O piloto Pedro Aguiar acredita que o resultado final premiou o empenho de todos na equipe. "Foi um fim de semana de muito trabalho na equipe, pois queríamos buscar um melhor resultado nessa etapa. A prova foi muito disputada, com carros muito equilibrados e pilotos competitivos também querendo a vitória. Nos empenhamos ao máximo e a durabilidade do nosso protótipo nos garantiu a primeira vitória na categoria. Pena que na última troca de pilotos soltaram dois parafusos que prendem o volante e perdemos muito tempo para resolver o problema e perdemos a vitória na Geral, mesmo assim veio a primeira vitória e agora estamos ansiosos para a próxima etapa em Tarumã (RS)", argumentou Pedrinho Aguiar (Construtora Álvaro Aguiar / Motul / Valorem / GT Shine / Yokohama).

Wagner Ebrahim também está contente com o resultado em Goiânia e lamenta que os parafusos da direção tenham atrapalhado os planos da equipe para uma vitória na Geral. "Nosso carro estava muito bom durante a prova. Graças à ajuda do piloto Mike Simpson, da Ginetta UK, que nos deu um acerto perfeito para a prova e que pode ser usado em 90% das pistas que vamos correr ainda. Nossa prova foi de superação, principalmente no início, na tocada do Fábio, que levou um jato de óleo na quebra do motor do carro do Queirolo e fez seu stint quase sem ver a pista e com os parafusos do volante soltos na última troca. Para a etapa de Tarumã, vamos ter mais dificuldades, pois é a "casa" dos AJR, que conhecem bem o circuito e são muito rápidos nas tomadas de tempo, por causa da "asa móvel" e do "puch" que dão mais potência a eles. Mas vamos para Tarumã em busca de um lugar no pódio e pontuar ao máximo possível", concluiu Wagner Ebrahim (Construtora Álvaro Aguiar / Motul / Valorem / GT Shine / Yokohama).

Após quatro horas de prova e 162 voltas completadas, os 12 primeiros na Geral da segunda etapa da Imperial Endurance Brasil 2019 foram:

1.º) Chico Longo / Daniel Serra (GT3 – Ferrari 488), 162 voltas em 4h00min07s480;
2.º) Wagner Ebrahim / Pedro Aguiar / Fábio Ebrahim (P1 - Ginetta G57), a 1min02s186;
3.º) Xandy Negrão / Xandinho Negrão (GT3 - Mercedes AMG), a uma volta;
4.º) Marcel Visconde / Ricardo Maurício (GT3 - Porsche 911), a duas voltas;
5.º) R. Braga / Renan Guerra / Kreis Jr (GT4 - Ginetta), a 13 voltas;
6.º) Ricardo Mendes / Tom Fo / Claudio Ricci (GT4 - Ferrari 458), a 13 voltas;
7.º) Alexandre Auler / Leandro Romera (GT3L – Mercedes AMG), a 15 voltas;
8.º) Matheus Stumpf / Renato Stumpf (P4 – Radical SR3), a 18 voltas;
9.º) Leandro Ferrari / Flávio Abrunhoza (GT3L - Mercedes AMG), a 26 voltas;
10.º) Carlos Antunes / Yuri Antunes (P4 - MXR), a 28 voltas;
11.º) Arthur Caleffi / R. Lenke / M. Leme (GT4 - CLA 45 AMG), a 30 voltas; e
12.º) Henrique Visconde / Fernando Fortes / Guilherme Salas (P3 – MXR), a 31 voltas.

A terceira etapa da Império Endurance Brasil está marcada para o dia 16 de junho, com as Quatro Horas de Tarumã (RS).

Notícias

Página inicial