Motor On Line
Notícias-

Ginetta G57 vence na P1 da segunda etapa do Endurance Brasil 2019
Reportagem: Bispo Neto
Foto: Rodrigo Ruiz
MRT

O Team Ginetta Brasil conquistou sua primeira vitória na Império Endurance Brasil 2019, durante as Quatro Horas de Goiânia, realizada no sábado (25/5), no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO), com um bom desempenho do trio Fábio Ebrahim, Pedro Aguiar e Wagner Ebrahim. Os pilotos classificaram o seu protótipo Ginetta G57 em quarto lugar do grid, Fábio ganhou a segunda posição no início da prova, Wagner assumiu a liderança e administrou a posição, Pedrinho voltou na terceira posição, mas logo recuperou a ponta da prova e Wagner retornou para a tocada final em segundo lugar, onde se manteve até a bandeirada final. Com o segundo lugar na Geral, o trio do Ginetta G57 n.º 20 conquistou a primeira vitória na categoria P1 e assumiu a segunda posição da classificação da Império Endurance Brasil 2019.

Na largada da 2.ª etapa da Endurance Brasil, o Team Ginetta Brasil, o piloto Fábio Ebrahim pulou para a segunda posição e passou a administrar sua corrida, acompanhando de perto o AJR n.º 88 e abrando vantagem para o terceiro colocado. No decorrer da prova, com duas intervenções do safety car, nas voltas 14 e 24, o piloto Fábio conseguiu negociar bem as ultrapassagens, tirando a vantagem dos líderes e ampliando para o terceiro colocado. Os tempos do AJR n.º 88 e do Ginetta G57 n.º 20 eram muito parecidos no início da corrida, com Vicente Orige e Fábio Ebrahim ampliando suas vantagem a cada volta disputada. Na abertura da primeira janela para a troca de pilotos e reabastecimento, Fábio passou o Ginetta G57 para Wagner Ebrahim, na 40ª volta, perdendo três voltas nos boxes.

Wagner Ebrahim retornou à pista com o Ginetta G57 em terceiro lugar na Geral e passou a imprimir ritmo forte de corrida, ultrapassando retardatários e reconquistando posições na pista. Com 56 voltas, Wagner começou a andar mais rápido que o AJR n.º 88 de Tarso Marques, diminuindo a diferença a cada volta completada. Na volta 62, Wagner assumiu a liderança da prova na Geral, para a alegria de todos no Team Ginetta Brasil, após a quebra do câmbio do AJR n.º 88, passando a abrir vantagem para o segundo colocado Júlio Campos, com a Mercedes AMG. Mas a partir da volta 75, Júlio com bom desempenho passou a diminuir essa vantagem. Porém, com a corrida sob controle, Wagner administrou bem a posição, até a volta 84, quando passou o Ginetta G57 para Pedrinho Aguiar.

O piloto Pedrinho Aguiar retornou à pista em terceiro lugar, passando a imprimir seu ritmo de prova, com a excelente performance com o Ginetta G57. Na volta 87 ganhou o segundo lugar e na 92.ª passagem assumiu novamente a liderança na Geral. Pedrinho aguentou a pressão de Guilherme Figueiroa que estava mais rápido na prova e Daniel Serra vinha muito forte na terceira posição. O Ginetta G57 fez a última troca de pilotos na volta 126. Nessa terceira e quarta parte da prova, a Ferrari 488 da dupla Chico Longo / Daniel Serra era o carro mais rápido da pista, e foi ganhando posições e superando seus adversários. Wagner Ebrahim perdeu um pouco de tempo na troca de pilotos, para acertar a posição do volante e retornou em segundo lugar na Geral, a uma volta do líder. Sem tempo para voltar a liderança na Geral, Wagner passou a administrar a posição, para garantir a primeira vitória na categoria P1.

Após quatro horas de prova e 162 voltas completadas, os 12 primeiros na Geral da segunda etapa da Imperial Endurance Brasil 2019 foram:

1.º) Chico Longo/Daniel Serra (GT3 – Ferrari 488), 162 voltas em 4h00min07s480;
2.º) Wagner Ebrahim/Pedro Aguiar/Fábio Ebrahim (P1 - Ginetta G57), a 1min02s186;
3.º) Xandy Negrão/Xandinho Negrão (GT3 - Mercedes AMG), a uma volta;
4.º) Marcel Visconde/Ricardo Maurício (GT3 - Porsche 911), a duas voltas;
5.º) R. Braga/Renan Guerra/Kreis Jr (GT4 - Ginetta), a 13 voltas;
6.º) Ricardo Mendes/Tom Fo/Claudio Ricci (GT4 - Ferrari 458), a 13 voltas;
7.º) Alexandre Auler/Leandro Romera (GT3L – Mercedes AMG), a 15 voltas;
8.º) Matheus Stumpf/Renato Stumpf (P4 – Radical SR3), a 18 voltas;
9.º) Leandro Ferrari/Flávio Abrunhoza (GT3L - Mercedes AMG), a 26 voltas;
10.º) Carlos Antunes/Yuri Antunes (P4 - MXR), a 28 voltas;
11.º) Arthur Caleffi/R. Lenke/M. Leme (GT4 - CLA 45 AMG), a 30 voltas; e
12.º) Henrique Visconde/Fernando Fortes/Guilherme Salas (P3 – MXR), a 31 voltas.

A terceira etapa da Império Endurance Brasil está marcada para o dia 16 de junho, com as Quatro Horas de Tarumã (RS).

Notícias

Página inicial