Motor On Line
Notícias-

André Gaidzinski anda bem na Porsche Cup 2019 apesar de problemas técnicos
Reportagem: D. Carvalho / A. Felkl / J. Pamplona
Foto: Luca Bassani
Alvo Conteúdo Relevante
Prova foi disputada neste sábado (27/4), no Autódromo Internacional de Curitiba.

Apesar de dois problemas técnicos pontuais que prejudicaram a sua posição no grid de largada e também no desempenho nas provas, o piloto catarinense André Gaidzinski andou bem e encerrou com otimismo a segunda etapa da Porsche Império Carrera Cup 2019, disputada neste sábado (27/4) no Autódromo Internacional de Curitiba. É a segunda temporada que ele compete na categoria GT3 3.8, da qual participam este ano 15 pilotos. "Foi uma prova com muitos incidentes, o que acabou prejudicando a minha concentração. Mas comemoramos o fato de que andei melhor nesta etapa e agora vamos em busca de pódio em Mogi Guaçu, uma pista que eu já conheço bem e gosto muito do traçado", conta André. A próxima etapa será disputada no dia 1° de junho, no Autódromo Velo Cittá (SP).

Na pista de Curitiba o catarinense teve a concentração 'quebrada' quando precisou desviar de um carro que bateu na sua frente, e driblou ainda duas adversidades: no treino para a definição do grid de largada, na sexta-feira (26/4), o câmbio apresentou problemas na sexta marcha, atrasando a sua saída. Com o câmbio substituído, o fator que prejudicou seu desempenho na primeira das duas corridas disputadas no sábado foi o desempenho dos pneus, que apresentaram problema técnico no composto de fábrica, demandando também a sua substituição. Como resultado desta segunda etapa, André ficou em 7° lugar na primeira corrida e em 8° lugar na segunda corrida.

Na etapa de Curitiba, quem alcançou os melhores resultados foram os líderes nas classes 4.0 e 3.8, respectivamente, Vitor Baptista e Enzo Elias. Só os dois venceram duas provas pela Porsche Império Carrera Cup em 2019, uma em Interlagos (SP), na abertura da temporada, e outra na capital paranaense. Não por acaso, ambos ampliaram suas margens na liderança dos campeonatos. Campeão da classe 3.8 em 2018 e agora na categoria de motorização mais forte, o piloto da Academia Shell abriu 12 pontos de vantagem na dianteira. Já Enzo Elias agora tem 14 de margem sobre Felipe Baptista na 3.8.

O piloto André Gaidzinski

Depois de 15 anos afastado das pistas, envolvido apenas com os seus negócios em Santa Catarina, André Gaidzinski retornou no ano passado aos treinos e corridas profissionais, e fechou a temporada 2018 no circuito Porsche Cup em sexto lugar geral. Nesta temporada, alcançou o pódio já na primeira etapa, disputada no autódromo de Interlagos, em março.

Em seu currículo, ele ainda traz do ano passado o 2º lugar na etapa Formula 1, também no Porsche Gt3 Cup Challenger 3.8, e ao longo de sua história passagens pela Fórmula Chevrolet, Campeonato Brasileiro de Fórmula Ford, 3º lugar no Warm Up em Brasilia e 3º lugar na classificação em Goiânia. Apaixonado pela velocidade, André começou cedo o seu interesse pelo mundo dos grids. Desde os 10 anos já acompanhava as corridas de Formula FIAT e aos 17 decidiu realizar o seu maior sonho, começando a sua trajetória profissional pelo Kart, em 1991.

Notícias

Página inicial