Motor On Line
Notícias-

Com Vitor Baptista a Academia Shell Racing vence em Curitiba pela Porsche Cup
Reportagem: Paulo Giamarusti
Foto: Victor Eleutério
Piloto de 21 anos tem atuação brilhante na segunda corrida da etapa paranaense; enquanto Felipe Baptista garante dois terceiros lugares.

A segunda etapa da Porsche Cup, realizada neste sábado, em Curitiba, rendeu bons resultados para Academia Shell Racing. Vitor Baptista deu um verdadeiro show e venceu de forma incontestável a segunda prova da classe 4.0. Na 3.8, Felipe Baptista subiu ao pódio duas vezes e se manteve na disputa pelo título da competição.

Partindo da quarta posição, Vitor Baptista fez uma largada cautelosa para evitar toques e acabou caindo para o quinto posto, na classe 4.0. Após passar três voltas colado no quarto colocado, Vitor acabou se beneficiando da confusão a sua frente e assumiu o segundo lugar da corrida. Dois giros mais tarde, já não havia mais diferença para o líder. Daí para frente o vencedor da primeira edição do Porsche Junior Program tentou de todas as formas a ultrapassagem até que, na penúltima volta, retardou a freada para assumir a ponta e acabou passando reto na entrada do "s" de baixa, terminando a prova na segunda posição, mesmo sendo o carro mais pesado do grid por carregar 35 kg de lastro.

Como prevê o regulamento, os seis primeiros colocados da corrida um inverteram as posições para a formação do grid da segunda prova e por isso, o piloto do carro #120 partiu do quinto lugar. Após grande largada, Vitor assumiu o quarto posto e na abertura da segunda volta já era o terceiro colocado. Com uma estratégia agressiva, o piloto da Academia Shell buscava a ultrapassagem a todo custo até que, na terceira volta, ele mostrou porque é o atual campeão da classe 3.8. Em linda ultrapassagem, por fora, no "s" de baixa, Vitor assumiu o segundo lugar e partiu em busca do líder da prova. No giro seguinte, mostrando novamente toda a sua habilidade, o piloto de 21 anos repetiu a manobra para assumir a ponta da corrida. Após o show, Vitor abriu uma grande diferença e venceu pela segunda vez no ano, consolidando-se na liderança da principal divisão categoria além de se tornar o maior vencedor da temporada.

Já na categoria 3.8, Felipe Baptista fez uma boa largada na corrida um e manteve a primeira posição. O safaty car entrou na pista após um acidente no fim do pelotão, juntando todos os carros. Na relargada, o piloto do carro #121 manteve a primeira posição, mas começou a ser muito pressionado pelo segundo colocado. Após a pressão inicial, o mais jovem vencedor da história da Porsche Cup conseguiu abrir uma margem que lhe dava segurança para controlar a corrida. Porém, uma nova intervenção do safety car estragou os planos do piloto da Academia Shell. Dois giros após a bandeira verde, o piloto de 16 anos foi ultrapassado duas vezes, caindo para o terceiro lugar. Mostrando ter um bom carro, Felipe chegou a recuperar a segunda posição, mas acabou levando um "x" do seu adversário e fechou a corrida em terceiro lugar.

Na corrida dois, Felipe não teve uma boa largada e caiu do quarto para o oitavo lugar. No giro seguinte ele já aparecia em sétimo iniciando a sua recuperação na prova. Na quarta volta, o piloto da Shell era o terceiro e tentava descontar a grande diferença para os líderes da prova. Mesmo tirando boa parte da desvantagem, Baptista não conseguiu aproximação suficiente para lutar pelas posições e finalizou a prova novamente em terceiro lugar, conquistando bons pontos para o campeonato.Outro piloto da Academia Shell que disputou a etapa de Curitiba foi Raphael Reis. O atual campeão da Stock Light participou da categoria 3.8 com as cores de outro patrocinador. Após abandonar a primeira prova, Raphael finalizou a segunda corrida na sexta posição.

O próximo encontro acontece no dia 1º de junho, em São Paulo, no Autódromo do Velo Città

O que eles disseram:

"Estávamos muito rápidos na primeira corrida, mas não largamos tão bem e foi difícil de fazer as ultrapassagens. Na segunda prova, largamos mais atrás ainda e conseguimos encaixar várias ultrapassagens por fora, na curva um. Estou feliz demais com o trabalho da equipe. Quero agradecer todos que torceram por mim."

Vitor Baptista

"Foi uma boa etapa. Consegui faz a pole com uma grande volta. Estava muito rápido na primeira corrida e o safaty car acabou me atrapalhando um pouco, nosso pneu demorava mais para aquecer por conta do nosso acerto. Por isso eles se aproximavam tanto nas relargadas, mas consegui terminar em terceiro lugar. Na largada da segunda corrida teve muitas batidas, muitos toques laterais. Consegui me recuperar mas os dois primeiros já tinham aberto bastante, diminui bem a diferença mas não consegui me aproximar. Estou bem feliz, consegui pegar a mão do carro e da pista. Acho que nas próximas etapas estaremos cada vez mais competitivos e mais rápidos."

Felipe Baptista

Sobre a Raízen:

A Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 26 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano, 4,2 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Notícias

Página inicial