Motor On Line
Notícias-

Kart: quase 100 pilotos disputaram a final do Light em Barueri
Reportagem: Flávio Quick
Foto: Jackson de Souza
Quick Comunicação
Copa São Paulo Light revelou no último sábado os campeões de 2018.

O Kartódromo Internacional Aldeia da Serra, na região metropolitana de São Paulo, recebeu no último sábado (8) as disputas da 10ª e última rodada da Copa São Paulo Light de Kart 2018. 93 pilotos de todas as regiões do país se apresentaram para participar da última prova oficial do ano no estado de São Paulo.

Seguindo o seu formato de competitividade e preço justo o Light chegou ao fim da sua 16ª temporada, talvez a mais difícil de sua história, com ânimo renovado e anunciando novidades que prometem, acima de tudo, manter a nata da modalidade reunida em suas competições mensais. Quatro rodadas em Interlagos, distribuição de prêmios, conexão com outros campeonatos e possibilidade de ajuste de valores são alguns dos pontos que surgem como grandes novidades para 2019.

Depois de uma semana em que as condições climáticas ofereceram aos pilotos diferentes tipos de pista foi chegada a hora dos grandes pilotos mostrarem as suas habilidades nas três corridas que encerrariam o ano.

Pela categoria Mirim, que abriu a programação, 12 competidores foram para a pista e viram o jovem Yuri Morelli garantir a vitória na rodada e, de quebra, o título da temporada. Yuri venceu a terceira bateria, foi o segundo na segunda prova e o terceiro, na primeira. Pela soma dos resultados atingiu 84 pontos e foi ao pódio, mais uma vez, na primeira colocação.

Na categoria Cadete o título ficou com o paranaense Eduardo Araújo. Em uma temporada de crescimento, nesta rodada tripla, o piloto somou 66 pontos e foi ao pódio apenas na quarta colocação. Na corrida quem voou neste sábado foi Heitor Dall’Agnol, com a pole-position e melhor volta nas duas primeiras baterias. O grande vencedor desta rodada final foi o brasiliense Gabriel Koenigkan seguido por Lucas Moura Castro e Dall’Agnol. Na soma geral do ano, Araújo ficou com o título seguido por Heitor e Wagner Santilli.

Pela Júnior Menor, no segundo ano consecutivo, o título ficou com o mineiro Lucas Staico. O jovem piloto, que teve uma temporada de muito sucesso, somou 153 pontos e garantiu a sua conquista com impressionantes 43 pontos de vantagem para o vice-campeão, Vinícius Tessaro, seu companheiro de equipe. Nesta rodada de encerramento, porém, o dia foi marcado pela grande atuação de Guilherme Quinteiro que fez a pole, venceu uma das provas, foi segundo em outra e terceiro em outra garantindo-se, assim, como o primeiro colocado do dia. Na segunda posição do pódio subiu Lucas Mendes e, em terceiro, Staico.

Na Júnior a briga pelo título foi muito intensa o ano inteiro e teve como protagonistas dois pilotos que, por força da grande disputa pelo Campeonato, acabaram ficando de fora do TOP3 da prova final. As provas foram muito acirradas e tiveram o catarinense Gabriel Gomez partindo da pole-position. O piloto andou muito bem, porém, o paranaense Pedro Aizza foi quem se saiu melhor e, com 81 pontos conquistados no dia, ficou com a vitória da rodada tripla. Enrico de Lucca ficou com a segunda posição e Gomez, o terceiro lugar.

Encerrando as disputas da manhã a categoria Sprinter foi para a pista com seu título já definido. Richard Anunziatta já chegou a esta etapa como campeão, porém, não deixou de fazer uma brilhante atuação e, com pole-position, três vitórias e duas melhores voltas somou a pontuação máxima do dia e fechou o ano com chave de ouro. Na segunda colocação chegou João Pedro Orban e, em terceiro, Murilo Costa.

Dando prosseguimento às atividades no período da tarde a categoria Graduado tomou o traçado. A pole-position ficou com o experiente piloto Fernando Oizumi, porém, o nome do dia, ou melhor dizendo, do ano, foi o de Felipe Baptista. Defendendo a equipe Shell Racing o garoto teve uma atuação brilhante e venceu as três corridas da rodada final somando um total de 99 pontos. João Renato Corbellini ficou com o segundo posto e, em terceiro, subiu no pódio Fernando Oizzumi.

Sênior “A”, “B” e Super Sênior, com um comemorado grid composto por 16 pilotos, tomaram o traçado para três corridas sensacionais. A pole-position geral ficou com Paulo Lopes, da “A”, que estabeleceu o tempo de 42s903. Em provas extremamente disputadas, que trouxeram grande alegria aos pilotos e quem acompanhava as corridas dos boxes, a adrenalina rolou solta e quem soube melhor administrar os ânimos ficou com as vitórias. Na “A” a vitória do dia ficou com Paulo Lopes, seguido por Maique Paparelli e Ernandes Onassis. O título desta divisão ficou com Paparelli. Pela “B” a vitória do dia foi de Rodrigo Morelli seguido por Felipe Prinotti e Marcos Regadas. Nessa classe o campeão foi Morelli. Finalmente, na Super Sênior, Ricardo Thomazi foi ao lugar mais alto do dia com duas vitórias e um segundo lugar. Nesta classe o grande campeão foi o carioca Christiano Matheis.

Encerrando a grande temporada da Copa São Paulo Light a categoria F4 foi para a pista com seus pilotos da divisão Graduado e Sênior. Com o regulamento em baixo do braço e, mais do que isso, tendo enfrentado alguns problemas neste sábado, o piloto Giuliano Forcolin não deu chegou ao título após finalizar esta etapa na segunda posição da Graduado, atrás apenas de Rafael Toledo. Dentre os pilotos da divisão Sênior o dia foi dominado, mais uma vez, pelo experiente piloto Rodrigo Anzanello. De forma plena ele não teve dificuldades para vencer as três provas do dia e ficar com o título da temporada. No pódio desta final, ao seu lado, estiveram Thiago Santos, em segundo e Ricardo Castro, em terceiro.

Notícias

Página inicial