Motor On Line
Notícias-

Velocidade na Terra: Lisboa e Tokarski vencem o Festival Endurance
Reportagem: Bispo Neto
MRT

O 1.° Festival Endurance e Velocidade na Terra, foi realizado com sucesso no Autódromo de São José dos Pinhais, com organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsports. A vitória no Festival Endurance foi da dupla Juca Lisboa / Stive Tokarski na Geral e Marcas, e, Seabra Nicolas / Cristiano na Turismo. Nas categorias Velocidade na Terra, Brendon Zonta Gabardo na Chevette “A”, Edson Pilatti na Chevette “B”, José Carlos Franzoi na Turismo 5000, Nikolas Cavalli na Fusca, Alisson Marçal na Super Fórmula, Edson Luiz Pedro na Mini Fórmula “A”, e Carlos Sestem na Mini Fórmula “B”. O evento contou com o patrocínio da Militec-1, Monster Energy e Toyota Barigui, o apoio da Piteko Park, Alvo Sinalização, Alvo Plotagens e Resgate 27 Racing, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Confira os três primeiros por categoria nos Treinos Classificatórios:

Chevette “A”:
1.º) Vinícius Kavilhuka, 1min05s795;
2.º) Hamilton Morseh, 1min06s081;
3.º) Celso Gabardo, 1min08s339.

Chevette “B”:
1.º) Edson Pilatti, 1min10s132;
2.º) Roberto Minatoza, 1min13s209;
3.º) Gabriel Ferreira, 1min13s647.

Turismo 5000:
1.º) José Carlos Franzoi, 1min00s609;
2.º) Bernardo Kava, 1min03s781;
3.º) Flávio Mendes, 1min05s517.

Marcas e Turismo (Endurance):
1.º) Juca Lisboa / Stive Tokarski, 1min01s868;
2.º) Helison / Hemerson Pampuch, 1min02s192;
3.º) Antonio Carvalho / Alexandre Frankenberger, 1min03s337.

Mini Fórmula:
1.º) Edson Luiz Pedro, 1min02s871;
2.º) Carlos Sestrem, 1min05s973;
3.º) Leandro Nogueira, 1min06s142.

Chevette

A primeira prova das categorias Chevette aconteceu às 15h30, reunindo 18 participantes. Na largada, o pole position Vinícius Kavilhuka, com o Chevette n.º 75 manteve a liderança, seguido de perto por Hamilton Morseh, que foram abrindo vantagem dos demais, em uma disputa que seguiu até a 13.ª volta, quando um retardatário atrapalhou Kavilhuka na reta, Hamilton tentou ultrapassá-lo pela esquerda e os carros se tocaram, o Chevette n.º 75 bateu de frente no barranco e abandonou a prova. Hamilton foi desclassificado por atitude antidesportiva. Ao fim de 15 voltas, a vitória foi de Celso Gabardo na Geral e na Chevette “A”, com tempo total de 18min08s488, com Brendon Gabardo em segundo, a 18s892, Robson Moura em terceiro, a 56s907, Jackson Araújo em quarto, a uma volta, e, Vinícius Kavilhuka em quinto, a duas voltas. Na Chevette “B” venceu Edson Pilatti, com tempo total de 19min02s120, seguido de Gabriel Ferreira, a uma volta, Guilherme Wunderlich, a duas voltas, Alisson Moraes, a quatro voltas, e, Maurício Cavali, a nove voltas.

Na segunda prova das categorias Chevette, a primeira fila do grid era de pai e filho, com Celso Gabardo na pole e Brendon Zonta Gabardo na segunda posição. Celso Gabardo manteve a liderança no início, mas com cinco voltas foi ultrapassado por Hamilton Morseh, que largou da última posição e numa tocada espetacular venceu a segunda prova. Celso teve ainda um pneu furado e perdeu várias posições. Depois de 13 voltas, vitória de Hamilton Morseh na Geral e na Chevette “A”, com tempo de 15min20s405, vindo a seguir Flávio Mendes, a 21s933, Brendon Gabardo, a 25s196, Jackson Araújo, a 1min13s661, e, Saulen Salza, a duas voltas. Na Chevette “B” venceu Edson Pilatti, com tempo de 15min54s976, com Gabriel Ferreira em segundo, a 40s950, Roberto Minatoza em terceiro, a uma volta, Alisson Moraes em quarto, a uma volta, e, Maurício Cavali em quinto, a uma volta. Vinícius Kavilhuka marcou a volta mais rápida das provas disputadas, na 10.ª passagem da primeira corrida, com o tempo de 1min04s982, à média de 91,410 km/h.

Turismo 5000

A categoria Turismo 5000 foi realizada em prova única, às 16 horas de sábado, com quatro participantes. Na largada, o pole position José Franzoi manteve a liderança e aos poucos foi abrindo vantagem para os demais adversários. Bernardo Kava se manteve na segunda posição, seguindo de perto o líder e a “briga” pela terceira posição foi entre Flávio Mendes e José Adir, até a nona volta, quando o carro de José Adir “Caverna” quebrou. Depois de 16 voltas, a vitória foi de José Carlos Franzoi, com tempo de 17min24s702, tendo Bernardo Kava em segundo, a 0s442, Flávio Mendes em terceiro, a 35s328, e, José Adir “Caverna” em quarto, a sete voltas. A volta mais rápida da prova foi de José Carlos Franzoi, na 12.ª passagem, com o tempo de 1min03s230, à média de 93,943 km/h.

Fusca Velocidade e Super Fórmula

As categorias Fusca Velocidade e Super Fórmula correram juntas, em bateria única e com seis participantes. No início os Fórmulas de Alisson Marçal e Luiz Camargo comandaram a prova, mas com problemas, aos poucos foram sendo superados pelos Fuscas, que deram show no Autódromo de São José dos Pinhais. Após 15 voltas, a vitória na Geral e na Fusca Velocidade foi de Nikolas Cavalli Lima, com tempo de 17min26s931, seguido de Alexandre Marzolla, a 48s976, e, Nicolas Seabra, a uma volta. Na Super Fórmula a vitória foi de Alisson Marçal, com tempo de 17min56s787, e, Luiz Camargo em segundo, a uma volta. Alisson Marçal marcou a volta mais rápida da prova, na 11.ª passagem, com tempo de 1min01s638, à média de 96,369 km/h.

Mini Fórmula

Com nove carros em seu grid, a categoria Mini Fórmula teve duas provas muito disputadas do início ao fim. Na primeira prova, Edson Luiz Pedro largou na pole e dominou de ponta a ponta, sem dar chances a seus adversários. Fabiano Bonkoski teve problemas na largada e nem completou uma volta. Carlos Sestrem e Bruno Bonkoski abandonaram na primeira volta. Depois de 12 voltas, vitória de Edson Luiz Pedro, com tempo de 13min11s477, com Amaro Lenfers em segundo, a 17s268, Leandro Nogueira em terceiro, a 23s366, Maiko Gregório em quarto, a 38s385, e, Sidemar Bonkoski em quinto, a 52s958.

Na segunda prova da categoria Mini Fórmula, Edson Luiz Pedro largou na pole e mais uma vez liderou de ponta a ponta, mas a corrida foi mais disputada que a primeira. Fabiano Bonkoski mais uma vez não chegou a completar uma volta e Sidemar Bonkoski deu apenas duas voltas e abandonou a corrida com problemas no seu Fórmula. Após nove voltas percorridas, a vitória foi de Edson Luiz Pedro, com tempo de 12min29s752, seguido de Amaro Lenfers, a 6s624, Leandro Nogueira, a 7s085, Maiko Gregório, a 12.001, e, Alisson Marçal da Silva, a 16s768. A volta mais rápida das duas provas foi de Edson Luiz Pedro, na terceira passagem da segunda bateria, com tempo de 1min03s289, à média de 93,855 km/h.

Festival Endurance

A Prova de Endurance para as categorias Marcas e Turismo foi muito disputada e um show à parte, com as três paradas para a troca de pilotos e reabastecimento, com os nove carros participantes. O domínio foi da experiente dupla Juca Lisboa/Stive Tokarski que liderou de ponta a ponta. Destaque para as participações das cinco duplas que concluíram a prova na pista, mas todas as equipes que participaram do evento estão de parabéns.

Na parcial de 1h22min26s217, com 61 voltas completadas, os cinco primeiros eram:

1.º) Juca Lisboa / Stive Tokarski;
2.º) Antonio Carvalho / Alexandre Frankenberger;
3.º) Helison / Hemerson Pampuch;
4.º) Francesco Esposito / Juca Classe; e
5.º) Seabra Nicola / Cristiano.

Foram realizadas mais 26 voltas, onde aconteceu um capotamento do Gol 303 e o piloto Francesco Esposito foi levado para o hospital, para exames complementares e passa bem. A prova terminou com safety car. A vitória na Geral e na categoria Marcas foi da dupla Juca Lisboa / Stive Tokarski, com 87 voltas em 1h57min58s866, seguido de Antonio Carvalho / Alexandre Frankenberger, a uma volta, Helison Pampuch / Hermerson Pampuch, três voltas, e, Francesco Esposito / Juca Classe, a 19 voltas. Na Turismo a vitória foi de Seabra Nicolas/Cristiano, com Wellington Martins / Pedro em segundo, e, Leandro Stadler em terceiro. Os pilotos elogiaram o evento e acreditam que em 2019 o evento será melhor ainda.

Notícias

Página inicial