Motor On Line
Notícias-

Rally: Luiz Facco e Francis Herrero fecham o Rio Negrinho em quarto
Reportagem: Mércia Suzuki
Foto: Edson Castro
MSuzuki Comunicação
A 4ª prova do Brasileiro de Rally de Velocidade foi disputada no sábado, em Santa Catarina. Dupla da Acelera Siriema terminou em 4º na RC2N, categoria principal do Campeonato.

A prova inédita ocorrida no sábado, no interior catarinense foi um prato cheio para as duplas que disputam o Brasileiro de Rally de Velocidade. Piso de terra, cascalho, pedras, trechos sinuosos, outros estreitos, serra, eucaliptos, uma prova técnica que mesclou trechos rápidos e travados, com chuva em alguns períodos, foi este o cenário do Rally Rio Negrinho, quarta etapa do Brasileiro. Após completar 10 Especiais (trechos cronometrados), a dupla Luiz Facco/Francis Herrero #10 fechou o rali na 4ª posição da RC2N.

A dupla da equipe paulista, Acelera Siriema, andou forte e fez o 2º melhor tempo em seis das 10 Especiais disputadas, no interior catarinense. No total a prova teve 276 quilômetros, dos quais 137 de trechos cronometrados.

“Foi um rali bom, difícil, longo e com Especiais bem técnicas e desafiadoras e com chuva em boa parte da prova. Mas o importante é que completamos todas Especiais e marcamos pontos para o Campeonato, agora é seguir em frente e nos preparar para a próxima prova”, afirma Facco, que pilota um Peugeot 208 Maxi Rally.

O piloto conta, ainda, que o rali começou com muitas pedras, barranco e trechos estreitos, mas que depois o piso ficou mais seco e seguro para andar. Porém, na parte da tarde, voltou a chover forte e o piso ficou liso e tiveram de driblar um problema na 7ª Especial. “Estávamos andando forte e num trecho de serra e escorregadio, em meio a eucaliptos, rodamos e demos uma leve encostada num barranco que acabou trincando o radiador e começamos a perder água, daí tive de tirar o pé.”

Herrero também aprovou o percurso e afirmou que navegação foi mais exigente do que a etapa anterior, o Rally de Inverno, disputado em julho. “Especiais muito boas, com bastante trechos mistos, rápidos e travados que exigiram muita navegação, mais do que a prova em Lençóis Paulista. Gostamos demais da prova que foi Top: bem organizada, sem atrasos e muito bem sinalizada”, conta o navegador de Taubaté (SP).

Com o resultado de Rio Negrinho, a dupla está, agora, na vice-liderança do Campeonato e a competitividade só aumentou na disputa pelo título da categoria principal do Brasileiro de Rally de Velocidade. Em rali tudo pode acontecer e a decisão ficou para etapa final, no Rally da Graciosa, litoral do Paraná, nos dias 17 e 18 de novembro.

Participaram do Campeonato três categorias: RC2N (veículos com tração 4x4), RC4 (4x2 preparados) e RC5 (4x2 com preparação limitada).

Para acompanhar as notícias da equipe acesse o site www.acelerasiriema.com.br e também as mídias sociais: Facebook: @acelerasiriemarally, Instagram: @acelerasiriema e Twitter: acelerasiriema.

A equipe conta com o patrocínio da Gonçalves S/A Indústria Gráfica, Yokohama e Acelera Siriema Rally.

Resultado Rally Rio Negrinho / SC - (15/set)

Categoria RC2N
1º Paulo Nobre / Gabriel Morales (SP) - Mitsubishi Lancer EvoX – 1h30m57s
2º Leonardo Zettel / Fred Zettel – Peugeot 207 XRC - 1h37m01s
3º Alexandre Horn / Gilson Yoshimura – Mitsubishi Lancer EVO X - 1h37m30s
4º Luiz Facco / Francis Herrero - Peugeot 208 Maxi Rally – 1h49m23s

Notícias

Página inicial