Motor On Line
Notícias-

Kart: pole e 3 vitórias Crepaldi foi um dos principais destaques do Sul-Americano
Reportagem: Erno Drehmer
Foto: Bruno Gorski
KGCom
Principal campeonato do kartismo da América do Sul teve vez no Kartódromo do Velopark na última semana.

A última semana foi de disputas em caráter internacional para o jovem piloto Gabriel Crepaldi (Academia Shell | Impressos Store | Artemidia | Bravar), 14 anos. No Kartódromo Velopark, em Nova Santa Rita (RS), em meio a um grid composto por 26 competidores de toda a América do Sul, ele disputou o Campeonato Sul-Americano de Kart. E foi um dos principais destaques da categoria Codasur Júnior.

A participação de Gabriel Crepaldi, sempre acompanhado da equipe ONS Motorsport, começou na quinta-feira (23) com o início dos treinos livres. No final do quarto e último treino do dia, Gabriel e a equipe não encontraram o acerto ideal. Ficando entre os seis primeiros no resultado geral, restava o treino de aquecimento da sexta-feira para fazer os últimos ajustes, mas o dia foi marcado por fortes chuvas na região, obrigando todos a trabalhar para o acerto de chuva.

A tomada de tempos e as duas provas classificatórias foram disputadas com pista bastante molhada, situação em que a habilidade do piloto, aliada a um bom acerto do equipamento, fez ainda mais diferença. Assim, Crepaldi fechou o dia com a pole position e com duas vitórias e, por consequência, com o direito de largar na frente na Pré-final, marcada para o sábado (25).

Com o desafio de continuar rápido, Gabriel Crepaldi chegou ao Velopark no sábado e sua primeira atividade foi o treino de aquecimento, quando foi apenas 1 décimo de segundo mais lento em uma pista ainda úmida, mas já com tempo seco. O piloto de Birigui, interior de São Paulo, fez prevalecer sua pole position na largada e venceu a Pré-final, no início pressionado por Rafael Câmara, de quem abriu boa vantagem após os pneus de seu kart chegarem na calibragem adequada. “Nesta corrida eu pude perceber que meu conjunto não era o mais rápido na pista, então minha equipe buscou um novo acerto para a Final”, relembra Gabriel Crepaldi (Academia Shell | Impressos Store | Artemidia | Bravar).

Pole mais uma vez, Gabriel Crepaldi abriu boa vantagem nas primeiras voltas da prova decisiva, mas tendo sempre por perto o argentino Jorge Luís Barrio, o segundo colocado. Porém, outro concorrente, João Pedro Maia, já ‘virava’ em média entre meio segundo a 7 décimos mais rápido e não demorou a se aproximar de Crepaldi, que não ofereceu resistência e foi ultrapassado.

“Eu pensei em acompanhar o Maia e dar o troco nas voltas seguintes, mas ele estava muito rápido, naquele momento não seria possível”, conta Crepaldi. “Meu kart começou a perder rendimento nas voltas seguintes, o argentino começou a me pressionar e faltando três voltas para o final tive problemas com a corrente do meu kart e tive que abandonar. Corridas são assim”, lamenta o piloto.

O balanço final de Gabriel Crepaldi, ainda que triste pelo abandono e pela impossibilidade de ser campeão, foi bastante positivo. “Acho que, enquanto dependeu de mim, eu consegui corresponder. Fui o pole e venci três corridas, me mostrando competitivo com pista molhada e pista seca. Fico triste pelo abandono, mas se sinto muito satisfeito pela campanha que fiz e agradecido ao Alex, meu mecânico, e ao Onassis, meu chefe de equipe, pelo ótimo trabalho durante todo o campeonato”, finaliza Gabriel Crepaldi, que pela primeira vez na temporada não terminou uma competição no pódio, exatamente em função de seu abandono no Velopark.

Notícias

Página inicial