Motor On Line
Notícias-

Odair dos Santos e Thiago Klein motivados ao bicampeonato na Cascavel de Ouro
Reportagem: Grelak Comunicação
Foto: André Santos
Vencedores em 2016, pilotos da Paraguay Racing destacam grau maior de dificuldade na corrida que terá em jogo premiação inédita de R$ 150 mil.

A vitória conquistada na edição de 2016 e a liderança sustentada no ano passado, até o momento em que uma quebra mecânica determinou o fim das chances do bicampeonato, trazem a Odair dos Santos e Thiago Klein uma boa perspectiva para a 32ª Cascavel de Ouro. Eles vão disputar a corrida de 18 de novembro no Autódromo Internacional Zilmar Beux, em Cascavel, revezando a pilotagem do VW Gol número 1 da Paraguay Racing-Stumpf Preparações.

“A expectativa, mais uma vez, é de brigar pela nossa segunda cobrinha de ouro”, manifesta Santos, citando o detalhe do troféu dado aos vencedores – uma serpente confeccionada em ouro. “Não fosse a quebra de 2017 quando o Thiago estava na liderança teríamos uma grande chance de lutar até o fim por mais uma vitória. Sei que nós vamos lutar de igual para igual ali no grupo de 10 ou 12 duplas que vejo com uma chance grande de ganhar”, aponta.

Atualmente disputando a Stock Light, depois de duas temporadas com a Paraguay Racing no Brasileiro de Marcas – onde conquistou o título de 2017 na Copa Trophy –, Odair dos Santos destaca o alto nível da Cascavel de Ouro. “A prova está cada vez mais competitiva e com mais equilíbrio entre as equipes e equipamentos, todos os preparadores têm evoluído muito e o evento tomou uma proporção muito grande. O desafio de vencer é cada vez maior”, pondera.

Conhecido no automobilismo pelo apelido “Paraguaio voador”, Odair dos Santos destaca o entrosamento com o parceiro. “Participar ao lado do Thiago é uma segurança a mais. Ele é um dos melhores pilotos de tração dianteira, tem um nível muito bom de domínio e controle do carro e é equilibrado, sabe bem o momento de atacar e o momento de segurar um pouco. Mesmo sem eu estar disputando a categoria neste ano, estamos prontos para repetir 2016”, avisa.

Klein também destaca o entrosamento com o parceiro. “É um dos fatores determinantes para a vitória na Cascavel de Ouro, que é um título dos mais graficiantes e que depende de uma série de outros fatores, além de um pingo de sorte. Estamos trabalhando para não perdermos a chance da vitória por detalhes como a polia da bomba d’água que quebrou no ano passado quando nosso carro era o líder”, lembra o tricampeão metropolitano de Marcas.

A vitória de Santos e Klein foi a primeira da Stumpf Preparações na Cascavel de Ouro. A equipe, que responde pela manutenção dos carros da Paraguay Racing, também esteve no pódio com o quinto lugar de Marcel Sedano e Ruslan Carta Filho. Em 2017 a Stumpf teve três duplas entre os quatro primeiros: Sedano venceu ao lado de Emílio Weiss, com Edgar Favarin e seu filho Israel em segundo e Diogo Pachenki/Edson Bueno em quarto.

Inscrições

Pilotos e equipes podem solicitar a ficha de inscrição da 32ª Cascavel de Ouro por e-mail, com mensagem para cascaveldeouro2018@gmail.com, ou pelo número celular (45) 9 9937-1052. A disputa é aberta a pilotos inscritos carros da categoria Marcas & Pilotos 1.6, configurados pelo regulamento técnico do Campeonato Paranaense. A corrida terá duração de três horas e será transmitida ao vivo para todo o Brasil pelo canal BandSports.

O regulamento desportivo da Cascavel de Ouro estipula em R$ 5 mil a taxa de inscrição por carro. Os vencedores da corrida receberão R$ 100 mil. Há prêmios de R$ 20 mil ao segundo lugar, de R$ 12 mil para o terceiro, de R$ 8 mil para o quarto e de R$ 5 mil para o quinto, além de R$ 5 mil pela pole. A programação de novembro em Cascavel incluirá ainda a sétima etapa da Sprint Race Brasil e a primeira edição da #GoldClassic, com 72 carros já inscritos.

Notícias

Página inicial