Motor On Line
Notícias-

Stock Car: depois de três anos Campo Grande volta a integrar o calendário
Reportagem: MS2 Comunicação
Foto: Miguel Costa Jr.
Bom retrospecto dos pilotos no circuito do centro-oeste do país anima Cavaleiro Sports para buscar bons resultados na 7ª etapa na maior categoria do país.

Ausente por três anos do calendário da Stock Car, Campo Grande volta a receber a maior categoria do Brasil. A última vez que a principal categoria do automobilismo nacional acelerou na capital do Mato Grosso do Sul foi em 2015, onde neste final de semana acontece a sétima etapa da categoria e a Cavaleiro Sports espera conquistar bons resultados na etapa que marca a metade da temporada 2018.

Com seus 3.433 metros o Autódromo Internacional Orlando Moura é conhecido por ser bastante seletivo, por seu asfalto abrasivo e pelo seu traçado com diferentes tipos de curva, de baixa, média e alta velocidade.

Felipe Lapenna (Cavaleiro Sports Contuflex) só tem boas lembranças de Campo Grande, onde o retrospecto de vitórias lhe deixa animado para a disputa no circuito. “É uma pista que gosto muito! Venci corridas lá na Fórmula Renault e na Stock Light, então estou super empolgado. É sempre bom correr em lugares, onde você só tem boas lembranças, por isso tenho um carinho muito especial. Vamos com tudo em busca de um ótimo resultado. Vamos começar essa segunda metade do campeonato com o pé direito”, revelou o dono do carro #110.

Para Denis Navarro (Cavaleiro Sports Cimed) o autódromo da cidade Morena como é conhecida à simpática capital é um dos mais prazerosos de guiar, mas o piloto garante que a etapa será de muitos desafios. “Será um enigma entender como o autódromo está depois desse tempo sem corrida. Como está à estrutura, o asfalto, enfim detalhes que farão toda a diferença para um resultado positivo. Lá normalmente o asfalto é bem abrasivo e os pneus deterioram muito. Então, a estratégia dos pneus será fundamental. Retorno a Campo Grande bem empolgado, pois gosto muito desse traçado”, analisou o paulista.

Companheiro de Lapenna e Navarro, Galid Osman (Cavaleiro Sports Ipiranga) também alerta para o desgaste excessivo de pneus. “A pista de Campo Grande é bem plana, gosto de correr lá. O asfalto costuma ser bem abrasivo. Por isso a estratégia de corrida deverá ser feita em cima do desgaste dos pneus. A primeira metade da temporada não foi aquilo que esperávamos, mas a equipe está notavelmente evoluindo, e se eu não tivesse levado uma batida na Corrida do Milhão já teríamos feito bons pontos. Tenho convicção de que podemos começar uma arrancada em Campo Grande", finalizou.

As atividades de pista serão iniciadas nesta sexta-feira, a partir das 12h50 com o primeiro treino livre. A segunda sessão será no mesmo dia às 15h55, enquanto o terceiro treino acontece no sábado às 10h10. O classificatório acontecerá às 13h. A rodada dupla será no domingo com a largada marcada para às 13h, ao vivo pela Sportv.

Notícias

Página inicial