Motor On Line
Notícias-

Incidente tira Pedro Cardoso da briga pela vitória na Stock Light em Goiânia
Reportagem: Mariana Viegas
Foto: Vitor Ricci
Eversports
Piloto de 19 anos fez o melhor tempo na classificação para a corrida 1 e largou bem, mas não conseguiu desviar de um carro que teve problemas à sua frente.

Pedro Cardoso começou da melhor forma possível a etapa de Goiânia da Stock Light, a quarta da temporada. Neste sábado (04), o brasiliense cravou a pole position para a corrida 1 da rodada dupla, que acontece junto da famosa Corrida do Milhão da Stock Car. O piloto largou bem da posição de honra, e vinha brigando forte pela vitória, até ser obrigada a abandonar antes da metade da prova, por causa de um incidente.

Correndo bem perto de casa, o brasiliense segurou a liderança no início, mas após um descuido foi ultrapassado por Marcel Coletta. Porém, Cardoso estava em ótimo ritmo e pressionando o então primeiro colocado, já buscando a ultrapassagem, até que Coletta teve um pneu furado e freou bruscamente no meio da reta, sem dar tempo hábil para que Pedro pudesse desviar. Quem levou a pior na colisão foi Cardoso, que teve o carro bem avariado e, apesar de chegar aos boxes, não pode continuar na disputa. A corrida foi vencida por Raphael Reis, seguido de Enzo Bortoletto e Gustavo Frigotto.

Embora a corrida 1 não tenha terminado como desejava, o piloto da equipe Carlos Alves Competições exaltou a pole position conquistada na classificação e o bom ritmo ao longo do fim de semana, e acredita em uma prova de recuperação neste domingo, quando terá de largar em 22º na segunda corrida da rodada.

Nesse domingo (05) acontece a segunda corrida da etapa da Stock Light às 12h50, logo após a Corrida do Milhão da Stock Car, com transmissão ao vivo pelo www.globoesporte.com.

Pedro Cardoso tem o patrocínio de One Technology.

Pedro Cardoso:

“O treino classificatório foi muito bom, conseguimos fazer a pole e o carro estava muito rápido. Hoje eu larguei bem e consegui manter a liderança no começo, depois tive um vacilo e o Marcel conseguiu me passar, mas estávamos muito próximos, brigando pela posição. E justamente por estar tão próximo, não consegui evitar a colisão quando ele teve problemas com o pneu e freou do nada, enquanto estávamos a mais de 200 km/h. A expectativa de ganhar a corrida era grande, e real. Foi muito ruim o que aconteceu, mas não vamos baixar a cabeça, temos muitas provas pela frente, muito a ser disputado no campeonato e vamos tentar buscar o máximo de pontos, já começando na corrida de amanhã”.

Notícias

Página inicial