Motor On Line
Notícias-

Fausto de Lucca volta ao grid da Cascavel de Ouro ao lado de Juca Lisboa
Reportagem: Grelak Comunicação
Foto: Victor Lara
Pilotos de Joaçaba vão competir pela MIG Motorsport em novembro na 32ª edição da corrida em busca da premiação inédita de R$ 150 mil.

Já acolhendo 49 carros, a relação de carros inscritos na 32ª Cascavel de Ouro destaca a presença de um grande número de pilotos de Santa Catarina. Fausto de Lucca e Juca Lisboa integram o grupo. Representantes de Joaçaba, os pilotos da MIG Motorsport vão atuar em dupla na corrida de 18 de novembro no Autódromo Internacional Zilmar Beux, em Cascavel, que colocará em jogo a inédita premiação em dinheiro de R$ 150 mil.

De Lucca volta a integrar o grid da Cascavel de Ouro três anos depois de sua única participação na prova. “Em 2015 eu tinha pouca experiência, tudo era novidade, o desempenho ficou aquém do que eu imaginava”, lembra. “Volto agora com mais quilometragem, mais experiência, mais confiança”, diz o piloto, que em 2018 disputa os campeonatos Paranaense e Metropolitano de Marcas de Curitiba e o Catarinense de Marcas, em autódromos de terra.

A parceria com Juca Lisboa é vista por Fausto de Lucca como um trunfo. “A gente buscou um espírito conservador e constante ao formar a dupla, acho que é aí que se ganha uma corrida longa. Nossa estratégia vai ser pautada na constância, em cuidar do equipamento para levar o carro até o final”, comenta. “Fizemos um investimento sólido em um esquema competitivo, para ganhar a corrida. Não pensamos em outro resultado que não seja a vitória”.

Lisboa atuou na Cascavel de Ouro de 2017 em dupla com o paranaense César Bonilha. “Tivemos alguns probleminhas com o carro, o que faz parte da competição, acabamos perdendo algumas voltas”, lembra o piloto, que disputa o Campeonato Metropolitano de Curitiba e lidera a categoria Marcas A para carros de velocidade na terra com duas vitórias, três segundos e um terceiro lugar nas seis corridas realizadas no primeiro semestre.

Esta será a terceira participação de Juca Lisboa na Cascavel de Ouro – ele também atuou na edição de 2005 em dupla com Beto Vanzin. “É uma prova de tradição, uma das maiores do Brasil. O nível do evento é de ponta, pilotos e equipes de todo o Brasil, e a gente se sente importante por estar nesse grid. A Cascavel de Ouro é uma corrida maravilhosa, já estou contando os dias para ir lá participar mais uma vez”, acrescenta o piloto de Joaçaba.

De Lucca tem seu histórico automobilístico baseado em competições de velocidade na terra. Foi seis vezes campeão catarinense na categoria Marcas, vice-campeão brasileiro em 2013 e campeão brasileiro no ano passado. Lisboa também tem forte ligação com as pistas de terra, onde também compete neste ano. É bicampeão paranaense e tem um vice no Catarinense. No asfalto, foi campeão paranaense na classe B da categoria Marcas & Pilotos.

Inscrições

Pilotos e equipes podem solicitar a ficha de inscrição da 32ª Cascavel de Ouro por e-mail, com mensagem para cascaveldeouro2018@gmail.com, ou pelo número celular (45) 9 9937-1052. A disputa é aberta a pilotos inscritos carros da categoria Marcas & Pilotos 1.6, configurados pelo regulamento técnico do Campeonato Paranaense. A corrida terá duração de três horas e será transmitida ao vivo para todo o Brasil pelo canal BandSports.

O regulamento desportivo da Cascavel de Ouro estipula em R$ 5 mil a taxa de inscrição por carro, independentemente de serem dois ou três pilotos. Para inscrições efetuadas até 31 de julho há um desconto de 10%, trazendo a taxa a R$ 4,5 mil. Os vencedores da corrida receberão R$ 100 mil. Há prêmios de R$ 20 mil ao segundo lugar, de R$ 12 mil para o terceiro, de R$ 8 mil para o quarto e de R$ 5 mil para o quinto, além de R$ 5 mil pela pole position.

Notícias

Página inicial