Motor On Line
Notícias-

Rally: de navegador para piloto estreia no 10º Transcatarina
Reportagem: Isis Moretti
Foto: Duda Bairros
Liberdade de Ideias
Chegou a hora de trocar de banco! Os dez anos do Transcatarina marcará o início de uma nova história de um navegador veterano e vitorioso.

O Transcatarina está chegando e as expectativas só aumentam! Até o momento, são 150 carros inscritos para representar 85 cidades do País. A décima edição do evento será realizada de 10 a 14 de julho e terá um percurso de 800 quilômetros, entre as cidades catarinenses de Fraiburgo e Blumenau, com pernoite em Rio Negrinho. E, dentro do grid, em meio a tantos participantes, podemos encontrar diversas histórias de conquistas, alegrias e superação.

Após nove anos competindo no Transcatarina como navegador, em 2018 Gustavo Schmidt traçou um novo plano para sua carreira no automobilismo off-road: assumirá a função de piloto e, nos dez anos de Transcatarina fará a sua estreia. Ele começou a navegar em 2003, quando tinha apenas dez anos, ao lado do pai, o piloto Oscar José Schmidt. “Quando comecei a praticar o rali de regularidade, mesmo sem cometer erros e fazendo uma prova limpa, a história que meu pai contava era sempre a mesma: ‘Guga, não se empolga, aqui só tem fera’. Mas, eu me empolgava e o resultado era no máximo um quinto lugar ou algo próximo disso; e isso foi me empolgando cada vez mais”, lembrou Gustavo.

A partir de então, Guga (como é carinhosamente chamado pela família e amigos) traçou um objetivo: alcançar o nível do navegador que ele mais admirava: Enedir da Silva Júnior (o Bolacha). Em 2010, o resultado veio e, ao lado do pai, ele foi campeão da categoria Máster no Transcatarina que, na época estava na segunda edição. Em 2011, pai e filho repetiram o feito e conquistaram o “bi”, mas a alegria maior veio em 2012 quando, por uma diferença de apenas um ponto, Guga sagrou-se tricampeão... E quem ficou em segundo lugar? O seu ídolo, Bolacha. “Subi no pódio extremamente radiante de felicidade, afinal, tinha ganhado do meu ídolo, de igual para igual no melhor rali do Brasil”, declarou Guga.

A ideia de que Guga poderia ser um piloto surgiu por um acaso, em 2016, quando Oscar agendou uma viagem para o mesmo dia de uma das etapas da Copa Troller, na qual eles estavam inscritos. Deixar de competir não era uma opção, portanto, o jovem rapaz decidiu viver uma experiência diferente e assumiu a pilotagem nesta prova. “Convidei um amigo de infância e fomos para o certame, e o resultado naquele dia mudou toda a minha trajetória. Vencemos a competição”, contou.

No mesmo ano (2016), Guga foi campeão do Rally dos Sertões – o que para ele foi o auge da carreira como navegador de rali de regularidade e o “start” para mudar de banco. “A partir daquele dia, percebi que eu realmente queria alcançar desafios maiores e ter novas lições... Eu queria ser piloto!”, relatou. Como navegador, ele foi tricampeão do Transcatarina, campeão da Mitsubishi Motorsports, Copa Troller e, por fim, do Rally dos Sertões.

Desta forma, Guga realizará um sonho: será piloto no 10º Transcatarina ao lado do navegador Enedir. “A expectativa é a melhor possível, estamos com equipamentos de ponta, um Troller novo e preparado pela concessionária Trilha SC com reprogramação da SFIChips. Vamos para conquistar mais um título”, finalizou confiante.

O 10º Rally Transcatarina tem patrocínio de Hotel Renar, Governo de Santa Catarina. Apoio de Gatos & Atos, SFI Chips, Grupo Gratt, Lave Bem Lavanderia, Posto Maçã, Floripa Textil, Mamute Off-Road, Trilha SC, FD Stands Displays, Ekron Guinchos, Le Mani, Quatorze08, Orangesun, Prefeitura Municipal de Fraiburgo

Supervisão: FAUESC
Realização: SC Racing

Notícias

Página inicial