Motor On Line
Notícias-

Stock Car: astros mundiais brigam pela pole em Interlagos
Reportagem: Márcio Fonseca
Foto: Rodrigo Guimarães
MF2
Corrida de Duplas abre temporada com pilotos das principais categorias.

Só com passagem pela Fórmula 1 são 10. Campeonato Alemão de Turismo, Fórmula E, IMSA e outras séries de ponta também contribuem com diversos nomes. É com um elenco superestrelado que a Stock Car decide nesta sexta-feira em Interlagos a primeira pole da temporada, trazendo a volta da Corrida de Duplas e abrindo o calendário com uma das provas mais aguardadas de 2018. A ordem de largada será conhecida a partir das 12 horas, com transmissão pelo SporTv, quando os 66 pilotos inscritos decidirão quem terá a honra de comandar o grid de 33 carros no sábado.

A estreia de Felipe Massa, em sua primeira aparição depois da aposentadoria da Fórmula 1, está atraindo as atenções. O ex-piloto da Sauber, Ferrari e Williams correrá como parceiro do pentacampeão Cacá Bueno, mas não terá o monopólio dos olhares. As equipes capricharam na escolha dos convidados e transformaram a quarta edição do evento na mais notável desde a sua criação em 2014. A Prati-Donaduzzi, por exemplo, trouxe os ingleses Jamie Green (DTM) e Oliver Jarvis (WEC e IMSA) para se juntarem a Julio Campos e Antonio Pizzonia. Nelsinho Piquet e Lucas di Grassi, rivais na Fórmula E e iniciando agora como titulares na Stock Car, também são atrações, bem como seus parceiros Robin Frijns (Fórmula E) e Augusto Farfus (DTM). Rubens Barrichello, campeão da Stock Car em 2014, recrutou o português Felipe Albuquerque, da série norte-americana IMSA.

O formato da sessão classificatória dá aos pilotos regulares a responsabilidade de sair dos boxes com pneus novos. Depois, cedem a vez aos parceiros e o tempo de cada dupla será considerado pela média da melhor volta de ambos. O paranaense Ricardo Zonta e o belga Laurens Vanthoor, da Shell Racing, a exemplo da véspera, estabeleceram a melhor volta dos ensaios da quarta-feira, novamente marcados pela instabilidade climática, com as oito sessões – quatro delas exclusivas dos convidados – se alternando entre pista seca e molhada pela chuva que variou de fraca para média intensidade. A meteorologia indica que as chances de precipitações durante o qualifying seguem elevadas.

Nos boxes da Prati-Donaduzzi, Green e Jarvis prosseguiram no trabalho de adaptação ao carro e ao circuito que estão visitando pela primeira vez. Ajudaram Campos e Pizzonia a experimentar diversas opções de acerto e simularam também a saída e entrada no cockpit, operação que poderá ter importância capital no sábado. Segundo as regras impostas pela organização, caberá ao titular iniciar a corrida. Tanto o reabastecimento quanto a troca dos quatro pneus serão obrigatórios durante a janela de cinco voltas estabelecida pela direção de prova.

Notícias

Página inicial